Diário da Região

13/02/2010 - 03h14min

Emergencial

Prefeitura anuncia gastos de R$ 3,3 milhões sem licitação

Emergencial

Carlos Chimba Entre as obras, está contenção da erosão e recuperação de trecho da Juscelino Kubitschek
Entre as obras, está contenção da erosão e recuperação de trecho da Juscelino Kubitschek

Sem licitação, a Prefeitura de Rio Preto vai gastar R$ 3,3 milhões em 10 obras emergenciais para recuperar estragos provocados pela enchente do dia 18 de janeiro. O secretário de Obras, Luiz Carlos Calças, afirmou que entre os critérios para a contratação das empresas que vão prestar serviços para o Executivo foi a apresentação do menor preço.


No pacote das obras prioritárias definidas pelo prefeito Valdomiro Lopes (PSB), a recuperação da travessia da avenida José Munia com a rua Abrão Thomé vai custar R$ 744,6 mil. A Prefeitura vai pagar as obras com os R$ 3,5 milhões liberados ao município pelo governo do Estado a fundo perdido.


De acordo com Calças, os cerca de R$ 200 mil desta verbas serão destinados a reparos das secretarias de Serviços Gerais e de Trânsito. “Quem irá fazer a liberação dos recursos será o Escritório de Planejamento (Erplan). A previsão é de que a Prefeitura invista mais R$ 100 mil com recursos próprios”, afirmou o secretário de Obras, que recebeu ontem telefonema de Valdomiro que quis receber informações sobre o início das obras.


Os técnicos da Prefeitura decidiram incluir entre as obras com urgência a recuperação da passarela da Represa Municipal e a contenção de erosões no local. Essa intervenção vai custar outros R$ 539,9 mil. Calças afirmou que a obra na represa será “definitiva”, já que a ponte não resistiu a chuva porque as águas chegaram até a fundação da ponte. “Tivemos de fazer no local um sistema diferente para evitar que essa água atingisse a fundação da ponte. Outro aspecto que iremos abordar com a empresa responsável é diminuir a inclinação da rampa”, disse o secretário de Obras.


Das 10 obras emergenciais, ao menos seis já foram dadas as ordens de serviços pela Prefeitura nos últimos dias. Entre as obras que já foram iniciadas estão as recuperações dos canteiros centrais das avenidas Bady Bassitt e Alberto Andaló, respectivamente, no valor de R$ 467,8 mil e R$ 321,8 mil. Além da mão de obra, nos preços estão embutidos os valores dos materiais para a execução dos serviços. No caso da recuperação da erosão na avenida Juscelino Kubistchek de Oliveira com a rua Xingu vai custar R$ 530,2 mil. (veja a relação completa das obras acima).


A fiscalização das obras emergenciais em Rio Preto será de responsabilidade da Secretaria estadual de Planejamento. A empresa Premix Engenharia e Construções Ltda ganhou três licitações - modalidade carta convite. A previsão é de que as empresas terminem as intervenções em até 90 dias. Valdomiro nomeou ontem Calças e o coordenador do Tesouro, José Martinho Wolf Ravazzi, respectivamente, responsável e gestor do convênio com o Estado.


O promotor de Justiça Sérgio Clementino abriu inquérito civil para acompanhar a execução das obras sem licitação. Ele exige da Prefeitura um estudo para resolver o problema das enchentes na cidade até o dia 15 de março. Ontem, o secretário de Planejamento, Orlando Bolçone, encaminhou a Clementino ofício com a relação dos documentos elaborados pela Prefeitura sobre projetos, relatórios e documentos de obras de combate à enchente. Foi enviado ao Ministério Público os Planos Diretores de Macrodrenagem - 1983, 1993 e 2003 - e a relação das principais obras feitas na cidade desde a década de 80.


No documento, entre as obras mencionadas estão dragagens na represa e do rio Preto, a construção de barragem do lago 3 da represa - acima da BR-153, construção de emissário de esgoto no rio Preto e no córrego dos Macacos, canal aberto do córrego Canela entre a rodovia Washington Luís e avenida Brasilusa, construção de quatro piscinões no córrego Canela.

   

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso