Diário da Região

25/11/2011 - 04h42min

Corrupção na câmara

Polícia exige nomes; MP fala em delação premiada

Corrupção na câmara

Guilherme Baffi Rillo fala a Clementino o que sabe sobre corrupção: sigiloso
Rillo fala a Clementino o que sabe sobre corrupção: sigiloso

A pedido do Ministério Público, a polícia vai cobrar dos vereadores Marco Rillo (PT) e Márcio Sansão (DEM) os nomes de colegas que teriam recebido dinheiro para a apresentação de projetos de lei de inclusão de áreas no perímetro urbano de Rio Preto. Ontem, conforme antecipado pelo Diário, o promotor de Justiça Sérgio Acayaba pediu a abertura de inquérito à Delegacia Seccional de Polícia para investigar suposto crime de corrupção.


Acayaba determinou ainda que os parlamentares, quando forem prestar depoimento, deverão indicar nomes de loteadores que participaram de possível negociação com os parlamentares. O promotor quer a ajuda principalmente de Rillo para apresentar os nomes dos vereadores que possam ter recebido propina e dos loteadores que efetuaram o pagamento.


De acordo com Acayaba, além dos vereadores, a investigação vai depender de denúncias que possam comprovar o suposto pagamento de vantagens indevidas a qualquer dos parlamentares. Inclusive, envolvendo outros tipos de propostas protocoladas na Casa, como alterações na lei de zoneamento.


Segundo Acayaba, qualquer pessoa ou empresário que foi prejudicado com o possível pagamento de valores para aprovação de projetos na Casa pode denunciar. “Neste caso, a pessoa não será processada. O simples ato de exigir qualquer tipo de pagamento já é crime”, afirmou o promotor. “Existe a possibilidade ainda da delação premiada”, disse.


Está previsto no artigo 316 do Código Penal o crime de concussão caracterizado por exigir, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida. A pena prevista é de reclusão de dois a oito anos, além de multa.


Sem nomes


Ontem, Rillo se reuniu com o promotor de Justiça Sérgio Clementino para falar sobre o suposto esquema envolvendo projetos de inclusão de áreas rurais no mapa oficial da cidade. O petista, porém, não apresentou nenhum nome ou caso concreto.


Rillo entregou ao promotor uma planilha com aprovações deste tipo de projetos aprovados na Câmara desde 2009. “Ele (Rillo) falou sobre a tramitação estranha dos projetos, que é sempre apressada. As audiências públicas só tem participação de vereadores e seus assessores, além de um levantamento com os projetos de inclusão de área apresentados desde 2009”, afirmou Clementino.


O promotor disse que outros detalhes da conversa com o vereador do PT não serão revelados. “Pretendo ouvir outras pessoas, inclusive, uma delas teria informações concretas sobre o caso”. Rillo afirmou que não teme retaliação por conta da denúncia que fez na tribuna da Casa.

   

Quer ler o jornal na íntegra? Acesse aqui o Diário da Região Digital

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso