Diário da Região

31/07/2004 - 03h31min

Votação

Ofensiva tenta barrar prorrogação de CPI

Votação

Rubens Cardia O secretário Jair Moretti tentará esvaziar encontro de líderes
O secretário Jair Moretti tentará esvaziar encontro de líderes
O governo corre atrás dos vereadores da oposição para impedir que prorrogação da CPI do Semae seja aprovada na sessão de terça-feira, quando a Câmara de Rio Preto retoma os trabalhos após o recesso legislativo. A comissão foi instalada em meados de fevereiro e os 120 dias de trabalho previstos no regimento interno terminam em 21 de agosto. O pedido de prorrogação foi entregue pela comissão na última sessão de junho. Para aprovar a continuidade dos trabalhos da CPI são necessários os votos de 11 dos 21 parlamentares. Existe o entendimento de que sete votos são suficientes. A interpretação ficará a cargo do presidente da Câmara, Gérson Furquim (PSDB), que pediu análise para o departamento jurídico.

O trabalho de atrair a oposição a votar pelo encerramento da CPI em agosto será realizado com o secretário de Governo, Jair Moretti. ?Estamos conversando com todos os vereadores e há consenso de que está na hora de acabar. Além disso, a Prefeitura já encaminhou para a Justiça 90% de tudo que foi levantado. Sem contar que a polícia também está investigando?, diz Moretti. A presidente da comissão, Regina Chueire (PDT), afirmou ontem que se a prorrogação for aprovada, ela continua na CPI até dia 21 de agosto. Depois deixa o cargo. ?Assumo esse compromisso?, diz. O vereador Claudiney Faustino (PSDB), pediu a Furquim que convoque uma reunião de líderes para discutir o assunto na terça pela manhã. Moretti diz que tentará esvaziar o encontro para que nada seja decidido.

Procurados pelo Diário, os vereadores se mostram indecisos em relação à postura que devem adotar na terça-feira. A maioria diz que prefere aguardar a exposição de argumentos dos integrantes da comissão para depois decidir sobre a prorrogação da CPI. ?Ainda não pensei. Vou decidir na hora. Por mim essa história já estaria no Ministério Público há um bom tempo. Mas tudo depende dos argumentos. Para pedir a prorrogação tem que explicar o porquê?, diz o vereador Joaquim Barbeiro (PSDB). Apesar de estar em uma sigla de oposição, Barbeiro tem votado de acordo com os interesses do governo. Seu companheiro de partido, Valdomiro Ferreira, segue a mesma linha de atuação e pensamento de Barbeiro. ?Ainda não pensei nisso. Fiquei sabendo pelos jornais. Vou ouvir o pessoal e saber se é interessante ou não. Depois eu defino?, diz o tucano.

O líder do governo na Câmara, Alcides Zanirato (PMDB), tenta despistar a movimentação governista junto aos vereadores. ?Não está sendo articulado nada. Está com a consciência dos vereadores?, diz. Mas não fica em cima do muro. ?A CPI já cumpriu seu papel. Até para não abalar sua credibilidade, deveria encerrar os trabalhos antes de misturar com eleição. Sou contra a prorrogação?, diz. O peemedebista diz ainda que a CPI já ouviu as pessoas que tinha que ouvir e acredita que os vereadores já tenham condição de elaborar o relatório. ?Já ouviu todo mundo e apurou o que tinha de apurar. Eles têm que preparar um relatório e encaminhar para a esfera competente?, afirma Zanirato.

O vereador Luiz Storino (PMDB) diz que só votará a favor da prorrogação se for algo ?construtivo.? ?Posso até aprovar, desde que apresentem bons argumentos, que não sejam eleitoreiros?, diz. Os vereadores Márcio Ladeia (PT) e Sérgio Camargo (PDT) também não se definiram. ?Preciso analisar o assunto, mas a tendência é votar contra?, diz Ladeia. Camargo também hesita em emitir uma opinião. ?Ainda não sei. Vou conversar com a Regina (presidente da comissão e do mesmo partido) para avaliar. Mas ela tem dito que está bom e devo seguir essa linha?, afirma. Já Hubert Bebeloy (PSB) é contra a prorrogação. ?Está na hora de apresentar o relatório. Aliás, acho que eles deveriam pedir a prorrogação da CPI para a Justiça, que determinou sua instalação. Ela abriu, ela fecha?, afirma.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso