X
X

Diário da Região

11/02/2015 - 13h02min

Brasília

Novo líder do PMDB defende que partido tenha candidato a presidente em 2018

Brasília


Eleito novo líder do PMDB na Câmara nesta quarta-feira, 11, com apenas um voto de diferença, o deputado Leonardo Picciani (RJ) defendeu que o partido tenha candidato à Presidência da República nas eleições de 2018. Hoje, a legenda está representada no governo com o vice-presidente Michel Temer, mas a relação com o Planalto é tensa. Para os peemedebistas, o relacionamento da sigla com o PT vive seu pior momento.

"Todo partido deve almejar chegar à Presidência da República. Sou defensor de que o PMDB possa construir um projeto de candidatura e apresentar ao Brasil. Mas isso é só em 2018", afirmou Picciani. "Defendo o fortalecimento de cada uma das seções do PMDB para que a gente possa concretizar esse projeto", disse em entrevista após ser eleito com 34 votos da bancada. O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), não votou.

O candidato derrotado, Lúcio Vieira Lima (BA), que teve 33 votos, deve ficar com a presidência ou com a relatoria da CPI que investigará o esquema de corrupção na Petrobrás. Antes de ser vencido na votação secreta, o deputado baiano também defendeu que o PMDB tenha candidato próprio na disputa de 2018. "Temos que fortalecer todos os Estados da Federação porque todos sabem e são desejosos de, há muito, apresentar uma candidatura a presidente da República para que possamos, finalmente, deixar de sermos sempre coadjuvantes no processo e sermos protagonistas", disse Vieira Lima.

O novo líder, que nas eleições do ano passado apoiou a candidatura do senador Aécio Neves (PSDB-MG), se disse disposto a dialogar com o governo, mas afirmou que o partido não abrirá mão de defender suas teses. "Sem dúvida nenhuma o PMDB é base e quer colaborar com a governabilidade.

Agora, o PMDB expõe as suas opiniões, mesmo que, em determinados momentos, em determinados temas, elas sejam divergentes", disse Picciani. Segundo o líder, a bancada se reunirá no próximo dia 24 para afinar o discurso da relação com o governo.

O jornal O Estado de S. Paulo mostrou nesta quarta-feira, 11, que, insatisfeito com o governo, o PMDB decidiu adotar uma agenda autônoma e independente do Planalto. No entendimento de peemedebistas, o governo Dilma tenta "destruir" o partido.

Lava Jato

Leonardo Picciani não informou quando indicará os representantes do PMDB na CPI da Petrobrás. O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), instalará a CPI na terça ou quarta-feira após o Carnaval e indicará nomes por conta própria caso os partidos não apresentem seus indicados.

Picciani disse defender a punição dos envolvidos nos crimes investigados pela Operação Lava Jato, mesmo que integrantes de seu partido sejam denunciados por participação no esquema de corrupção. "O meu comando da bancada e, tenho certeza, não só o comando do líder, mas a postura de todos os deputados do PMDB, será de investigação total, investigar tudo que tiver para ser investigado, sem limite. Não há restrição. Nosso objetivo é que a CPI esclareça os fatos e denúncias que existem, contribua neste esclarecimento e ajude a resgatar a credibilidade da Petrobrás", afirmou. "Se houver nomes do PMDB ou de qualquer outro partido, cada um que responda pelas suas atitudes. Tenho certeza de que o PMDB não tem nenhuma atuação partidária relativa à Lava Jato, à Petrobrás ou a qualquer outra coisa que seja. Se, por ventura, houver indivíduos do PMDB envolvidos, eles responderão, se defenderão e comprovarão ou não a sua inocência".

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso