X
X

Diário da Região

24/05/2016 - 10h43min

Novas medidas econômicas

Votação da meta é o primeiro teste de Temer

Novas medidas econômicas

Divulgação Michel Temer comete gafe
Michel Temer comete gafe

O presidente em exercício Michel Temer afirmou nesta terça-feira, 24, que a votação da ampliação da meta, prevista para acontecer nesta terça-feira, é o primeiro texto para o governo e para o Legislativo.

"É interessante que se não fosse o clima ainda existente do País não seria de uma gravidade absoluta a eventual transferência da votação de hoje para amanhã, mas é que as coisas estão postas de uma maneira que todos querem testar as instituições nacionais", disse, durante abertura de reunião de líderes da base no Congresso, no Palácio do Planalto. 

Em sua fala, que foi transmitida por um telão para jornalistas, Temer salientou que se sentia envaidecido pelo fato de alguns afirmarem que ele está instituindo uma espécie de semiparlamentarismo. "Significa que estamos reinstitucionalizando o País", afirmou, ressaltando aos líderes que estavam "governando juntos". 

Temer disse que lamentava o comportamento de alguns opositores que "muitos propuseram a modificação da meta hoje anunciam que vão tentar tumultuar os trabalhado para tentar impedir a votação". "Isso revela, aos olhos de quem vê o país como finalidade e não um governo ou um partido, a real discordância com a tranquilidade institucional do País", afirmou. 

O presidente em exercício ponderou que o papel da oposição era importante e não estava se queixando. "A oposição nas democracias existe para ajudar a governar", disse. Ele afirmou que há dois movimentos - um em que partidos se controvertem para chegar ao poder e depois que assumem "todos devem trabalhar pelo bem comum". 

Em uma crítica ao governo da presidente afastada Dilma Rousseff, Temer afirmou que o projeto original da meta não foi redigido por sua equipe. "Foi remetido por quem estava no governo, nós apenas tivemos ontem que rever o montante do déficit", afirmou. Na revisão da meta, o governo alterou o déficit de R$ 96 bilhões para R$ 170,5 bilhões. (Adriana Fernandes, Carla Araújo, Eduardo Rodrigues e Murilo Rodrigues Alves)
 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso