Diário da Região

17/01/2010 - 01h25min

Virtual

Na onda de Obama, políticos da região aderem ao Twitter

Virtual

Reprodução Pré-candidatos a cargos eletivos na disputa eleitoral se arriscam entre uma postagem e outra no Twitter
Pré-candidatos a cargos eletivos na disputa eleitoral se arriscam entre uma postagem e outra no Twitter

De olho no palanque virtual para a eleição de 2010, políticos de Rio Preto e região aderem ao Twitter, microblog sensação da internet. Os deputados estaduais Rodrigo Garcia (DEM) e Beth Sahão (PT), o deputado federal Eleuses Paiva (DEM), o secretário de Serviços Gerais, Paulo Pauléra (PP), o presidente da Empresa Municipal de Urbanismo (Emurb), Fernando Lucas (DEM), e o assessor do Ministério do Turismo João Paulo Rillo (PT) são alguns dos políticos da região que mantêm perfis ativos na rede social da internet.


Todos são pré-candidatos a cargos eletivos na disputa eleitoral deste ano. Eles seguem a tendência do uso da internet para se comunicar com eleitores e conquistar votos, estratégia consagrada na vitoriosa campanha de Barack Obama para a presidência dos Estados Unidos, no ano passado. Percebendo a evolução da comunicação na rede mundial de computadores, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) também aderiu à rede e liberou o uso da internet para a divulgação de candidaturas na eleição de 2010, além de permitir a arrecadação de fundos por meio eletrônico.


Mesmo sem dominar as ferramentas da internet, Pauléra - pré-candidato a deputado estadual - decidiu que não ficaria fora do espaço virtual. Desde a última quinta-feira (dia 14), ele se arrisca entre uma postagem e outra no Twitter. “No começo, dá um pouco de trabalho, mas estou tendo a colaboração do meu filho”, afirmou o secretário. “O Twitter é uma tendência que os políticos modernos devem acompanhar.”


O acesso ao Twitter dispensa até mesmo o uso do computador. “Acesso a internet diariamente. Hoje, é possível acessar de qualquer lugar. Normalmente, faço pelo celular”, afirmou Rodrigo, que disputará a eleição para deputado federal. Os políticos “tuiteiros” acompanham a quantidade de seguidores (followers) de seus perfis e também podem seguir (following) amigos e participar de comunidades temáticas (listed).


Para Rodrigo, as redes sociais são uma eficiente forma de comunicação. “No caso do Twitter, consegue-se manter um diálogo direto com determinado público, neste caso, com os internautas”, disse o deputado que se licenciou da Assembleia Legislativa para assumir a secretaria de Desburocratização da Prefeitura de São Paulo. Enquanto a campanha eleitoral não começa, os políticos aproveitam o Twitter para alfinetar adversários e até mesmo colegas de partido.


Foi pela rede social que Rodrigo defendeu a expulsão do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, do DEM. Pelo Twitter Beth criticou a congresso da Associação dos Municípios da Araraquarense (AMA), realizado em Rio Preto, no ano passado. A petista disse que o evento foi transformado num “palanque” tucano, já que secretários do governador José Serra (PSDB) foram destaques do evento. A deputada foi procuradora para comentar o uso do Twitter, mas ela não falar. “Estou com muita dor nas costas”, disse Beth. Serra, aliás, também aderiu ao Twitter, meio pelo qual conversa com eleitores. O tucano tem 156,5 mil seguidores.


A agilidade do Twitter foi o que motivou Rillo a aderir à rede. “Gostei da possibilidade de me posicionar de maneira rápida sobre determinados assuntos. No meu último acesso comentei a morte da doutora Zilda Arns”, disse. O ex-vereador que disputou a Prefeitura de Rio Preto em 2008 e neste ano disputará uma cadeira de deputado estadual disse que acessa a rede social esporadicamente de sua casa. “Às vezes acesso também do aeroporto, quando estou aguardando o embarque entre uma viagem e outra”, concluiu.


Apesar de considerada uma ferramenta importante na divulgação de campanhas, os políticos entrevistados pelo Diário ponderaram que para as eleições de 2010 o contato pessoal com os eleitores ainda predominará sobre todas as outras formas de comunicação. “No Brasil, a internet vai influenciar bastante as eleições deste ano, mas não será decisiva. Mas daqui uma ou duas eleições a internet, vai ser o meio mais utilizado de comunicação com os eleitores”, disse Lucas. “O político que for entrar no Twitter agora, pensando na eleição, vai apanhar bastante, porque pode não parecer sincero”, ponderou o presidente da Emurb, pré-candidato a deputado estadual. Além dos políticos da regiões, figurões de todo o País, como o senador Aloizio Mercadante (PT), também já aderiram à novidade.


Rede social permite interação


A rede social Twitter (www.twitter. com) permite que o internauta crie um perfil, uma espécie de microblog, no qual os usuários podem acompanhar as atualizações em tempo real. As postagens podem ter, no máximo, 140 caracteres. O internauta pode “seguir” um perfil no Twitter e também ter “seguidores”. A rede permite ainda a participação dos “tuiteiros” em comunidades virtuais temáticas.


Junto com os sites de relacionamento, como Orkut (www.orkut.com) e Facebook (www.facebook.com), o Twitter virou ferramenta de comunicação política. Por meio dessas redes na internet, candidatos a cargos eletivos se comunicam com eleitores nas mais variadas localidades. Basta ter acesso à rede mundial de computadores.


As campanhas eleitorais através da internet ganharam destaque com a eleição do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que chegou a arrecadar recursos financeiros para sua campanha através da rede. No Brasil, o uso da internet para a divulgação de candidaturas estará liberado na eleição de 2010.

   

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso