X

Diário da Região

15/12/2017 - 14h21min

São Paulo

'Não estou vendo frente de esquerda nenhuma no Rio', diz Eduardo Paes

São Paulo

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), minimizou o movimento que vem sendo chamado de "frente de esquerda" no Rio, que conta com algumas lideranças petistas que querem romper com o PMDB na capital fluminense. Faz parte do grupo o ex-governador do Rio Grande do Sul Tarso Genro, que desembarcou recentemente no Rio. A frente contaria com apoio também de PSOL, PCdoB e até de descontentes do PSB. "Sem querer parecer desrespeitoso, não estou vendo frente de esquerda nenhuma. Estou vendo um governador que perdeu a reeleição no Rio Grande do Sul, que é uma figura que eu gosto, tenho muito respeito, que é o governador Tarso Genro, se aliando ao senador que perdeu a eleição para governador do Rio, que eu também gosto e respeito, que é o senador Lindbergh Farias, enfim, juntos, reclamando de alguma coisa, mas não sei o que é", disse a jornalistas após participar de um evento com empresários em São Paulo. Paes pretende lançar como seu sucessor em 2016 o secretário de Coordenação de Governo, Pedro Paulo. O plano tem apoio majoritário do PT, com aval do presidente estadual da legenda no Rio, Washington Quaquá, e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A liderança petista no Estado vem dizendo que o movimento de dissidência da aliança com o PMDB representa apenas 20% do partido. Hoje o PT tem o cargo de vice de Paes, com Adilson Pires, e a ideia seria repetir a dobradinha na eleição do ano que vem. Na eleição estadual, no ano passado, o PT rompeu a aliança e lançou Lindbergh contra o peemedebista Luiz Fernando Pezão, que acabou reeleito. Questionado se o PT continuará na aliança, Paes disse que a pergunta deve ser dirigida aos petistas, mas que a ele interessa "construir a maior aliança que puder" para sua sucessão. "O Rio sempre tem a lógica muito da divisão, do racha, da briga, do conflito, e o nosso esforço, desde 2008, tem sido de unir as forças políticas do Rio em torno de um projeto de transformação da cidade e o PT é importante para isso. O PT tem o governo federal, tem quadros no Rio de Janeiro e a gente quer que ele siga na aliança", finalizou.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso