X
X

Diário da Região

15/12/2017 - 22h27min

Espanou

Menezes revoga o irrevogável e decide ficar na Agricultura

Espanou

Rodrigo Lima Piacenti e Alex se reuniram para gerenciar crise de Menezes
Piacenti e Alex se reuniram para gerenciar crise de Menezes

O secretário de Agricultura de Rio Preto, Jorge Menezes (DEM), recuou e desistiu do pedido de demissão depois de pressão de vereadores da base governista e do prefeito Valdomiro Lopes (PSB). O democrata mudou de ideia menos de 24 horas depois de protocolar na Câmara pedido de retorno ao Legislativo.


Na quinta-feira, 17 de outubro, Menezes apresentou pedido de exoneração em caráter "irrevogável". O documento foi protocolado às 15h33 na Câmara. Ontem, porém, em novo documento, ele pede para o presidente da Câmara, Paulo Pauléra (PP), "desconsiderar" a decisão de um dia antes e diz que segue na Agricultura. Se Menezes retornasse ao Legislativo, o suplente Eduardo Piacenti (PPS) perderia a cadeira.


Piacenti tentou falar diversas vezes com Menezes na quarta-feira para entender o pedido de demissão, sem sucesso. A mudança de ideia foi cercada de mistérios e especulações. Antes de apresentar a demissão, Menezes fez queixas a aliados sobre falta de apoio no governo. Ontem, disse que estava com a "cabeça quente" e que se "precipitou" ao pedir demissão. Afirmou, ainda, que foi "convencido" por amigos a ficar. "Foram muitos telefonemas pedindo para eu ficar.


É o melhor a fazer", disse Menezes, que negou ter recebido pressão de vereadores ou de ter negociado alguma coisa com Valdomiro. Na quinta-feira, após o pedido de demissão, surgiram informações de que, além da falta de apoio, um suposto prejuízo de R$ 150 mil na Expo teria motivado sua decisão. Ele negou. "Não sabemos ainda se houve prejuízo. Estamos calculando. O que está havendo é pedido de redução nos valores cobrados por artistas e pela estrutura".


Menezes acusou ainda um suposto "boicote" por parte de empresários e pessoas ligadas ao agronegócio. Um dos motivos seria que o secretário de Agricultura não possui qualquer ligação com o universo rural. "Falam demais. Quando assumi e ajudei a pagar a dívida de R$ 148 mil deixada pela Santarena eu servia. Agora, querem que eu saia para assumirem o controle. Não vai acontecer." Sobre sua relação com o agronegócio, reconheceu que não nasceu no meio, mas está aprendendo. "Para esses que ficam boicotando, o secretário é administrativo.


Não nasci no agronegócio, mas não sou burro. Hoje já sei muita coisa. Não sou dono de fazenda, burguês, mas sei como funciona. Querem o meu lugar." Questionado sobre a decisão de recuar, disse que foi "precipitado." "Estava de saco cheio de ver as pessoas jogando contra. Foi o desânimo de saber que tem gente jogando contra. Mas o prefeito disse que confia em mim e vai me dar apoio. Os vereadores também." Em relação à Expo, Menezes disse que existe a possibilidade de o evento ser realizado em março, junto com as comemorações do aniversário de Rio Preto.


Base pressiona por recuo


A mobilização do governo para fazer Jorge Menezes (DEM) desistir da demissão da Secretaria de Agricultura começou ainda na quinta-feira, quando o secretário apresentou pedido de retorno à Câmara. Tão logo o pedido foi apresentado, vereadores da base iniciaram operação para pressionar Menezes a desistir. Fábio Marcondes (PR) chegou a ir à sede da pasta, no Recinto de Exposições. Ambos ficaram por horas reunidos no clube de campo do Palestra, presidido por Menezes.


"Falei tudo o que tinha para falar para ele. Refletiu melhor e decidiu ficar", disse Marcondes. Enquanto isso, estavam reunidos na Prefeitura o suplente Eduardo Piacenti (PPS), o presidente da Emurb, Alex de Carvalho, e o prefeito Valdomiro Lopes (PSB). Apesar do pedido de demissão, o discurso de todos era de que a medida não se concretizaria. A confiança era tanta que Piacenti e Alex trocaram sorrisos e brincadeiras nos corredores da Prefeitura.


Porém, para um dos vereadores aliados ao governo, a "gota d'água" para o pedido de demissão seria suposto atrito com o secretário de Comunicação, Deodoro Moreira, que teria assumido, a contragosto de Menezes, a divulgação da Expo. Deodoro disse que o pedido de exoneração sequer teria chegado ao conhecimento do prefeito.


Menezes, porém, afirmou que conversou com Valdomiro ontem, o que teria deixado o secretário "mais calmo." Ele afirmou que uma das promessas foi de que o evento no ano que vem será realizado em março, junto com aniversário da cidade, o que atrairia mais empresários. Para José Carlos Marinho (PSB), o pedido de demissão de Menezes não passou de "bravata." "Faz dois anos ele vem fazendo essa pressão. Foi uma jogada. Ele nunca ia sair da secretaria. Foi uma jogada", disse Marinho.

Aícro Júnior / Editoria de Arte  

>> Leia aqui o Diário da Região Digital

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso