Diário da Região

06/09/2001 - 01h09min

Estatudo

Magistério dá trégua a Edinho Araújo

Estatudo

Carlos Chimba Professores discutem a nova tabela de vencimentos da categoria apresentada
Professores discutem a nova tabela de vencimentos da categoria apresentada
Cerca de 300 representantes do magistério municipal decidiram no início da noite de ontem dar uma trégua na guerra com a administração. Eles aceitaram retomar as negociações em torno da elaboração de um novo estatuto do magistério, especialmente no que se refere ao plano de cargos e carreira da categoria. Os profissionais da Educação de Rio Preto se reuniram para analisar a proposta feita pela Prefeitura de alterações da Lei 115, de 2000, que trata da questão. As modificações se referem, basicamente, a uma nova tabela de vencimentos e novos requisitos para a progressão.

A categoria entendeu, segundo o presidente do Servidores Municipais, Carlos Henrique Oliveira, que houve um avanço por parte do governo em se buscar uma solução e, por isso, decidiu sentar novamente para traçar uma proposta alternativa. “Pela primeira vez, desde que iniciamos a pressão pelo enquadramento da categoria, como prometeu o prefeito em campanha, a administração nos coloca algo realmente concreto”, diz ele. A apresentação da proposta alternativa aos professores aconteceu em duas etapas. Num primeiro momento, os secretários Adilson Vedroni (Administração) e Orlando Bolçone (Planejamento e interino na Educação) expuseram os números e principais pontos modificados aos representantes do Sindicato dos Servidores.

À tarde, o grupo levou a discussão para a assembléia, ganhando o aval para continuar as negociações. “Não significa que aceitamos todos os termos, mas sim que vamos estudar mais profundamente e buscar uma solução comum”, diz Carlos Henrique. Com o fim temporário do litígio entre professores e Prefeitura, Edinho Araújo ganha tempo para respirar sem todos os desgastes impostos pela categoria, que já realizou duas paralisações-relâmpagos e ameaçava com uma greve por tempo indeterminado. Os profissionais da educação municipal exigem uma solução da administração depois de a Prefeitura ter contestado na Justiça a legalidade da Lei 115/2000. Amparado por dois estudos técnicos realizados pela Fundação Unesp (Fundunesp) e pelo Instituto Brasileiro de Administração Municipal (Ibam), o Executivo alegou que o município não tinha condições financeiras para realizar o enquadramento nos termos pleiteados.

A proposta alternativa da Prefeitura foi submetida à Fundunesp, que, desta vez, deu parecer favorável aos novos números. “São mais condizentes com a realidade financeira do município”, afirmou o coordenador do Departamento de Políticas Públicas da Unesp, Álvaro Martins Guedes. Entre as mudanças previstas, está a redução dos valores, em percentual, entre um nível salarial e outro. Pela Lei 115, eles chegam a 20%, enquanto pela nova proposta ficarão em torno de 5%. Deixa de existir, também, a progressão por titulação acadêmica, ficando apenas a escala por tempo de serviço. De acordo com o prefeito Edinho Araújo, a idéia, agora, é tentar elaborar um projeto que contenha o máximo de convergência possível. O sindicato quer iniciar a discussão na segunda-feira. “Temos pressa”, diz Oliveira. O prefeito já declarou, no entanto, que, mesmo aprovada, a nova legislação só entrará em vigor em janeiro de 2002.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso