Diário da Região

02/11/2013 - 03h15min

Parisi

Justiça bloqueia R$ 20 milhões da Máfia do Asfalto

Parisi

Alexandra Martins / Agência Câmara Mentor foi beneficiado com doação de R$ 550 mil da Demop
Mentor foi beneficiado com doação de R$ 550 mil da Demop

O juiz da 2ª Vara Cível de Votuporanga, Reinaldo Moura de Souza, determinou o bloqueio de bens no valor de de R$ 20,1 milhões dos irmãos Scamatti, de servidores públicos, empresários e empresas acusadas de participação em esquema de fraude em licitação na Prefeitura de Parisi durante a gestão da ex-prefeita Gina Mara dos Santos Pastreis.


Ela, integrantes do Grupo Scamatti e empresários são alvos de nova ação civil pública proposta pelo Ministério Público. Ao todo são 34 réus na ação que tramita com segredo de Justiça. O grupo é acusado pelo promotor de Justiça de Votuporanga Cléber Takashi Murakawa de improbidade administrativa. Além da indisponibilidade dos bens, o juiz acatou pedido para suspender pagamentos da licitação 01/12 realizada pelo Executivo de Parisi.


As irregularidades foram descobertas com base em grampos telefônicos autorizadas pela Justiça a pedido do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e a Polícia Federal de Jales. “Notadamente, a partir das interceptações telefônicas contidas nos Cds, que o senhor Olívio Scamatti, juntamente com familiares, capitaneava um suposto esquema de corrupção que envolvia os demais requeridos.


Ele, ao que parece, era o responsável pela obtenção de verbas junto a parlamentares, as quais eram posteriormente destinadas aos municípios, desde que fosse direcionadas da forma como assinalada por aquele senhor”, afirmou o juiz no seu despacho. As empresas do Grupo Scamatti ganhavam quase todas as licitações. Em Parisi foram realizadas ao menos oito licitações no valor de R$ 6,7 milhões. O bloqueio de R$ 20,1 milhões se refere a três vezes ao valor, já que existe a possibilidade de aplicação de multa com base na lei de improbidade.


Para Souza, a ex-prefeita participou do esquema ao lado de servidores públicos ligados à comissão de licitação do município. Responsáveis por convidar as empresas que participariam da licitação modalidade carta-convite, o juiz concluiu que os funcionários também tinham conhecimento da fraude. Gina foi procurada ontem, mas seu marido disse que ela estava fazendo caminhada.


O nome da ex-prefeita aparece na planilha elaborada por Olívio Scamatti com o registro de supostos pagamentos de propina. Revelado pelo Diário, o conteúdo do documento já é alvo de investigação do Gaeco e aponta que “Gina” recebeu R$ 80 mil. Consta que o marido quem buscou os valores. O marido nega. “Não procede. Se tivesse pego isso não estaria na situação que estou”, afirmou. O grupo já tinha bloqueado R$ 258,7 mil por determinação da Justiça Federal por fraudes em Auriflama.


Máfia doou R$ 1,9 milhão Políticos paulistas receberam R$ 1,9 milhão de doação eleitoral das empresas do Grupo Scamatti (Demop, Scamvias e Scamatti & Seller) e das empresas Consfran Engenharia, M.C Construtora e Topografia, apontadas pelo Ministério Público como “aliadas” desde 2004. Os dados são da organização não-governamental “Às Claras”.


José Mentor (PT) foi o que mais recebeu doações. O deputado federal foi agraciado em 2010 com R$ 550 mil da Demop. O sobrenome do deputado aparece em suposta lista de propina (R$ 50 mil) paga com autorização de Olívio Scamatti, apontado como “chefe” da Máfia do Asfalto. Prefeito de Catanduva, Geraldo Vinholi (PSDB), recebeu da Consfran R$ 100 mil para eleição do ano passado. O tucano também teria recebido em forma de propina R$ 105 mil. O deputado federal Devanir Ribeiro (PT) recebeu R$ 100 mil da Scamvias. Na suposta lista da propina, Devanir teria recebido R$ 108 mil. Os três negam irregularidades. Na lista de políticos que receberam doações, todos encontrados pela reportagem, também negaram irregularidades.

Edvaldo Santos Zé Francisco diz que dinheiro foi prometido para patrocínio de festa

Ex-prefeito nega propina

O ex-prefeito de Tanabi José Francisco de Mattos Neto disse ontem que seu nome aparece na lista de pagamentos feitos por Olívio Scamatti por conta de promessa de patrocínio para rodeio que depois não se concretizou. Ele nega que o recurso seja propina, como suspeita o Gaeco de Rio Preto, que já o investiga.

“Durante este longo período, quase todos os nomes se repetem e o somatório dos prováveis repasses chega a R$12 mi. Meu nome é citado uma única vez, e o valor da suposta propina é de R$10 mil referente ao dia 14 de Junho de 2011. Ocorre que no mês de Junho de 2011, a comissão do ‘Tanabi Rodeo Show’ visitou diversas empresas na busca de patrocínio financeiro.

A Demop, por exemplo, se comprometeu a colaborar com R$ 10 mil, mas preferiu ao final colaborar apenas com a aquisição do Camarote 137, conforme recibo em seu nome, no valor de R$1,6 mil”diz o ex-prefeito, que conclui:
“Portanto, acredita-se que possivelmente o valor consignado na planilha objeto da reportagem se refira ao provisionamento do patrocínio do ‘Tanabi Rodeo Show 2011’, convertido em aquisição do Camarote 137, conforme faz prova a prestação de contas em poder da Prefeitura de Tanabi.”

   

Quer ler o jornal na íntegra? Acesse aqui o Diário da Região Digital

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso