X
X

Diário da Região

15/03/2017 - 18h04min

Rio, 15

Governo do Rio fraudava licitações com empreiteiras, diz executivo

Rio, 15

Representantes do governo Sérgio Cabral Filho (PMDB) comunicavam antes das licitações de grandes obras públicas no Rio qual seria a participação de cada empreiteira nas construções, revelou o executivo Alberto Quintaes, da Andrade Gutierrez, nesta quarta-feira, 15. A prática é ilegal, mas as empresas não tinham alternativa, de acordo com o superintendente da Andrade. As empresas pagaram mesada e porcentual sobre os contratos ao grupo chefiado pelo peemedebista, segundo delatores. "Era aceitar ou não. Já vinha tudo acertado, como a porcentagem de participação de cada empresa do consórcio", disse o executivo. "A gente não discutia. Era uma coisa imposta. A gente só dizia se iria participar: sim ou não", completou. A declaração foi feita durante depoimento à 7ª Vara Federal Criminal no Rio. O executivo também contou que as reuniões com as empresas que participariam das obras eram individuais. "Depois, todas se reuniram, estudavam planilhas, o que cada uma iria fazer e acertávamos o edital, já para ir para a concorrência", disse o executivo. A licitação, claro, era uma farsa, já que tudo fora acertado antes entre participantes e o Estado. Questionado pelo procurador Leonardo de Freitas, Quintaes confirmou que o edital técnico era montado com as empresas que participariam do esquema. O objetivo era dificultar que qualquer outra construtora que se candidatasse para concorrer a licitação ganhasse a obra. Segundo os funcionários da Andrade, em 2007 foi acertado com Cabral que a empresa lhe repassaria R$ 350 mil por mês. A mesada foi fornecida por cerca de um ano, até que a Andrade ganhasse obras do governo estadual e acertasse 5% de propina sobre o valor de cada contrato. Quintaes contou que o dinheiro da propina era entregue por ele a um operador de Cabral, Carlos Miranda. "Todo mês, ele me procurava pessoalmente, e a gente pagava a ele no escritório da Andrade no Rio ou em São Paulo. Acho que teve alguma vez em Minas Gerais. Também teve um pagamento em um escritório no Leblon e algumas vezes na rua", relatou o empresário. O superintendente da Andrade também afirmou que não sabia como a empresa produzia o dinheiro da propina. "O financeiro da empresa só me dava a quantia, e eu entregava para Carlos Miranda, que ia lá pegar. Era simples", declarou. O executivo disse ainda que teve o conhecimento que pelo menos três obras foram executadas nesse esquema: o PAC das Favelas de Manguinhos, a reforma do Maracanã para os Jogos Pan-Americanos e para a Copa de 2014. A empresa chegou a acertar o esquema para as obras do Arco Metropolitano, mas desistiu. Quintaes não faz acordo de colaboração com o Ministério Público Federal (MPF). Mas presta depoimentos para a Justiça devido ao acordo de leniência feito com a Andrade Gutierrez, da qual ainda é funcionário. A reportagem procurou o advogado de Cabral, Luciano Saldanha Coelho, mas não teve resposta.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso