Diário da Região

11/09/2004 - 03h18min

Investigação

Delegado se nega a devolver fitas de depoimentos

Investigação

Rubens Cardia Genival Ribeiro diz que perícia está sobrecarregada
Genival Ribeiro diz que perícia está sobrecarregada
O delegado do 1º Distrito Policial de Rio Preto, Genival Ribeiro Santos, disse ontem que não vai devolver as sete fitas com depoimentos de testemunhas da CPI do Semae aos vereadores da comissão. O delegado diz que as fitam foram anexadas a dois inquéritos como provas e não podem ser retiradas. Em reunião na noite de quinta-feira, os vereadores decidiram pedir de volta as fitas para que pudessem transcrever os depoimentos e, com eles, elaborar o relatório final da CPI. As gravações foram entregues ao delegado para que fossem periciadas e transcritas pelos técnicos da Polícia Científica. O delegado alega que a Polícia Técnica está sobrecarregada de perícia em gravações e escutas autorizadas pela Justiça por causa das últimas operações policiais em Rio Preto, como a ?Desmonte?, que desbaratou uma quadrilha de crime organizado que operava a lavagem de dinheiro e o narcotráfico.
A vereadora Eni Fernandes (PT), integrante da comissão, diz que as fitas foram entregues ao delegado para que pudessem ser transcritas por profissionais e com rapidez. ?Ele (delegado) recebeu as fitas para transcrever e não para por em inquérito?, diz. A petista disse que o delegado terá de devolver as fitas.

?O que mandamos ele tem de devolver. As fitas são nossa e não dele. Isso não é uma coisa normal de quem quer uma parceria. Não pode dificultar o trabalho. Espero pelo menos que ele tire uma cópia e nos envie?, afirma. O delegado afirma que não poderá devolver o material. ?Infelizmente não tem jeito. Se eu retirar provas de um inquérito pode até dar algum problema para mim. Quando a Polícia Técnica recebe uma requisição de perícia, o material não pode ser retirado?, afirma. As gravações foram anexadas aos inquéritos 199/04 e 207/04, que apuram crimes de supressão de documentos e irregularidades na autarquia. Sobre a possibilidade de fazer cópias das gravações, o delegado diz que vai analisar o pedido. ?O mais importante no momento é agilizar a perícia. Por enquanto, qualquer outra alternativa está descartada?, afirma.

O juiz da 1ª Vara Criminal de Rio Preto, Jair Caldeira, arquivou a sindicância interna que apurava possível vazamento de informações de dentro do Fórum. O juiz investigava a identidade de um funcionário do Judiciário que supostamente passou para o engenheiro Adalberto Massaharu Goto a informação de que sua residência seria alvo de um mandado de busca e apreensão, em abril deste ano. Goto é investigado por supressão de documentos originais do Semae e a polícia pediu o mandado judicial para tentar apreender o material em sua casa, mas nada foi localizado. Em entrevista ao Diário, o engenheiro disse que tinha recebido a informação da ação de dentro do Fórum. Caldeira considerou que há não provas suficientes para apontar culpados.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso