X
X

Diário da Região

07/11/2015 - 19h24min

Cingapura

Xi Jinping diz que entende desejo de Taiwan, mas se opõe a "dividir o país"

Cingapura

O presidente da China, Xi Jinping, e o presidente de Taiwan, Ma Ying-jeou apertaram as mãos em encontro histórico neste sábado, em um hotel em Cingapura. Esta é a primeira vez que líderes da China continental e da Ilha Formosa se reuniram desde que as tropas comunistas de Mao Zedong expulsaram o governo nacionalista de Chiang Kai-shek de seu território, em 1949. O encontro teve mais simbólico que pragmático. Em comunicado conjunto ante de uma reunião, que durou quase uma hora, ambos afirmaram que não vão assinar acordos. Após a reunião, os dois líderes realizaram coletivas de imprensa separadas. No lado chinês, a porta-voz Zhang Zhijun, do Escritório de Relações de Taiwan fez o pronunciamento, e do lado taiwanês o próprio presidente falou. "Nós estamos aqui hoje para que as tragédias em nossa história não se repitam", disse Zhang, citando o que Jinping falou na reunião. A porta-voz afirmou que a China entende o desejo de Taiwan para maior espaço na esfera internacional, mas que Pequim não concorda com medidas que podem "dividir o país", refletindo sua insistência de que apenas o continente pode representar os chineses. O presidente de Taiwan declarou que os líderes discutiram melhorar a relação entre seus escritórios responsáveis por manter o contato entre o continente e a Ilha Formosa e concordou em estudar a questão de estabelecer escritórios representativos no solo de cada um, uma proposta antiga que se arrasta há anos. Ying-jeou também disse para Jinping que há medo em Taiwan de que a China possa realizar suas ameaças de intervenção militar, usando como exemplo as dezenas de mísseis colocados em direção à ilha e o lançamento de jogos de guerra chineses que pareciam simular um ataque no gabinete presidencial de Taiwan. Na reunião, Jinping disse para o presidente taiwanês que a defesa da China era "compreensível" e não era direcionada a nenhum partido em particular. Após a coletiva de imprensa, Jinping e Ying-jeou participaram de um jantar no Hotel Shangi-La. Em Washington, o porta-voz do Departamento de Estado, John Kirby, parabenizou a iniciativa da reunião entre os dois líderes e a "melhora história das relações nos últimos anos". "Os Estados Unidos têm um profundo e permanente interesse na paz e na estabilidade em Taiwan, e nós encorajamos que ocorram mais progressos nos dois lados em direção a construção das relações, na redução das tensões e na promoção da estabilidade, levando em conta a dignidade e o respeito", declarou Kirby. Fonte: Associated Press.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso