$(document).ready(function () { setTimeout(function () { $('.template-2016-baseline').fadeOut('fast'); $("div[data-role='ad-container']").remove(); $('#sponsoredLabel').remove(); }, 9000); });
X
19/06/2015 - 12h06min

Bruxelas

UE busca plano para barrar imigração ilegal pelo Mediterrâneo

Bruxelas

A União Europeia vai começar, a partir da próxima semana, a bolar um plano que pretende desarticular o modelo de negócio de traficantes de seres humanos no Mar Mediterrâneo, disseram diplomatas nesta sexta-feira. Cerca de mil imigrantes ilegais entraram na Europa neste ano, com aproximadamente 2 mil mortos durante a perigosa travessia. A maioria dos barcos parte do norte da África e tem a Itália e a Grécia como principais destinos. Dois diplomatas dos países da União Europeia disseram que o continente deve começar a utilizar navios, aviões e drones de vigilância para recolher informações sobre os traficantes, mas pretende ficar longe de ações politicamente sensíveis, tais como a invasão ou a destruição de barcos de contrabando, o que deve ocorrer em fases seguintes da operação. Eles falaram sob condição de anonimato porque a decisão oficial deverá entrar na reunião de segunda-feira de líderes da UE em Bruxelas. Na primeira fase do plano, os barcos e aviões da União Europeia só irão operar em águas e céus internacionais e estarão envolvidos em trabalhos de resgate, se necessário. "A expectativa é de que a operação esteja completa em setembro", disse um dos diplomatas. E a UE tem pressa. Muitos outros imigrantes ilegais da África e do Oriente Médio devem desembarcar na Europa ao longo dos próximos três meses, pois o verão europeu (do fim de junho ao fim de setembro) é considerada a alta temporada para as travessias. Fonte: Associated Press.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso
  • Bem-Vindo ao Diário da Região

  • 19/06/2015 - 12h06min

    Bruxelas

    UE busca plano para barrar imigração ilegal pelo Mediterrâneo

    Bruxelas

    A União Europeia vai começar, a partir da próxima semana, a bolar um plano que pretende desarticular o modelo de negócio de traficantes de seres humanos no Mar Mediterrâneo, disseram diplomatas nesta sexta-feira. Cerca de mil imigrantes ilegais entraram na Europa neste ano, com aproximadamente 2 mil mortos durante a perigosa travessia. A maioria dos barcos parte do norte da África e tem a Itália e a Grécia como principais destinos. Dois diplomatas dos países da União Europeia disseram que o continente deve começar a utilizar navios, aviões e drones de vigilância para recolher informações sobre os traficantes, mas pretende ficar longe de ações politicamente sensíveis, tais como a invasão ou a destruição de barcos de contrabando, o que deve ocorrer em fases seguintes da operação. Eles falaram sob condição de anonimato porque a decisão oficial deverá entrar na reunião de segunda-feira de líderes da UE em Bruxelas. Na primeira fase do plano, os barcos e aviões da União Europeia só irão operar em águas e céus internacionais e estarão envolvidos em trabalhos de resgate, se necessário. "A expectativa é de que a operação esteja completa em setembro", disse um dos diplomatas. E a UE tem pressa. Muitos outros imigrantes ilegais da África e do Oriente Médio devem desembarcar na Europa ao longo dos próximos três meses, pois o verão europeu (do fim de junho ao fim de setembro) é considerada a alta temporada para as travessias. Fonte: Associated Press.

    Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

    Di´rio Im&ocute;veis

    Di´rio Motors

    Esqueci minha senha
    Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

    Já sou assinante

    Para continuar lendo esta matéria,
    faça seu login de acesso:

    É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
    É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

    Assine o Diário da Região Digital

    Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

    Assine agora

    Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
    OUTROS PACOTES


    ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

    Cadastro Grátis
    Diário da Região
    Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
    Sexo
    Defina seus dados de acesso