X
X

Diário da Região

26/04/2016 - 08h54min

Filadélfia

Trump e Hillary buscam vitórias contundentes para consolidar indicação nos EUA

Filadélfia

O empresário Donald Trump deseja uma vitória contundente entre os republicanos nos cinco Estados do nordeste dos Estados Unidos que celebram primárias nesta terça-feira. Do lado do Partido Democrata, a ex-secretária de Estado Hillary Clinton pode praticamente selar a candidatura à presidência caso tenha um resultado forte. As disputas entre os pré-candidatos ocorrem em Delaware, Rhode Island, Connecticut, Maryland e na Pensilvânia. Trump precisa de um resultado forte para manter suas chances de conseguir a nomeação na corrida presidencial sem depender da convenção nacional do Partido Republicano. O empresário quer evitar a possibilidade de que, como sua rejeição é forte entre autoridades do partido, acabe sendo rejeitado pela própria sigla, ainda que consiga mais votos na preferência dos eleitores. As disputas republicanas serão a primeira após os pré-candidatos Ted Cruz e John Kasich anunciarem uma aliança para barrar Trump na disputa. O acordo mantém Kasich na disputa pelo Estado de Indiana, em 3 de maio, enquanto Cruz não competirá no Oregon em 17 de maio e no Novo México em 7 de junho. Trump disse que a colaboração entre Cruz, senador pelo Texas, e Kasich, governador de Ohio, é um movimento desesperado de "rivais matematicamente mortos". O empresário disse ainda que, em muitos setores, uma aliança do tipo seria ilegal e que o acordo ilustraria que "tudo está errado em Washington e no nosso sistema político". No caso da favorita democrata, Hillary Clinton, ganhar a maioria das primárias nesta terça-feira deixaria poucas dúvidas de que ela será a candidata de seu partido. A equipe do rival, o senador Bernie Sanders, enviava mensagens contraditórias sobre a situação dele na disputa, com um destacado assessor sugerindo que uma noite dura nas apurações desta terça-feira faria o senador por Vermont repensar a campanha, enquanto outro prometia que a disputa duraria até a convenção nacional democrata. Hillary, por sua vez, mira mais adiante e tem mencionado pouco Sanders em seus últimos atos de campanha. A ex-primeira-dama tem se concentrado em atacar Trump, apresentando o empresário como uma pessoa desconectada dos norte-americanos comuns. Fonte: Associated Press.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso