X
X

Diário da Região

06/10/2015 - 09h24min

Sanaa, Iêmen

Rebeldes atacam hotel no Iêmen e autoridades saem ilesas; 15 pessoas morreram

Sanaa, Iêmen

Ataques com três foguetes atingiram um hotel na cidade portuária de Áden, no Iêmen, nesta terça-feira, onde diversas autoridades estavam hospedadas, entre elas, o primeiro-ministro, além de dois edifícios utilizados pelas tropas da coalizão liderada pela Arábia Saudita, matando ao menos 15 pessoas, disseram autoridades. Ninguém reivindicou imediatamente a responsabilidade pelo ataque no Al Qasr Hotel, embora a culpa tenha caído sobre os rebeldes xiitas, conhecidos como houthis, que têm sido alvo dos ataques da Arábia Saudita desde março. O porta-voz do governo, Rajeh Badi, disse à Associated Press que os foguetes foram disparados de fora dos limites da cidade. Todos os ministros do governo e o primeiro-ministro saíram ilesos, disse ele, acrescentando que o gabinete irá realizar uma reunião de emergência para discutir o ataque. A agência de notícia oficial dos Emirados Árabes Unidos (EAU) disse que o número de mortos foi informado por testemunhas, que culparam os rebeldes houthis e seus aliados pelos ataques. O comando geral das forças armadas dos EAU disse que entre os mortos estavam quatro Soldados dos Emirados, embora um funcionário da Agência Saudi Press disse que entre os estavam três árabes e um saudita. Combatentes iemenitas locais que participam da coalizão também foram mortos. Os membros da coalizão do Golfo faziam a segurança do luxuoso hotel Al Qasr e a presença de autoridades do governo iemenita o torna um alvo altamente simbólico para os rebeldes. Testemunhas disseram que o hotel pegou fogo depois do ataque. Todos os funcionários e testemunhas falaram sob condição de anonimato porque não estavam autorizados a falar com os repórteres. O Iêmen está envolvido na luta que opõe os rebeldes xiitas e as forças leais ao ex-presidente contra a coalizão liderada pela Arábia Saudita e forças do governo. Os Emirados Árabes e outros membros da coalizão do Iêmen veem Áden, a segunda maior cidade do país, como um ponto de apoio fundamental na restauração do governo do Iêmen ao poder. Fonte: Associated Press.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso