X
X

Diário da Região

28/03/2016 - 19h06min

Rio

Procuradoria pedirá reintegração de posse de colégio no Rio

Rio

A Procuradoria Geral do Estado pedirá a reintegração de posse do Colégio Estadual Prefeito Mendes de Moraes, na Ilha do Governador, zona norte do Rio. A escola está ocupada há uma semana por pessoas que apoiam a greve dos professores, iniciada dia 2. Segundo o secretário de Estado de Educação, Antonio Vieira Neto, a unidade foi "invadida" por um grupo de 100 pessoas, "sendo cerca de 20 alunos do colégio". Nesta segunda, 28, outra escola foi tomada por alunos, o Colégio Estadual Gomes Freire, na Penha, também na zona norte. Em relação à escola da Ilha, o secretário disse que a ocupação está sendo feita, em sua maioria, por universitários e representantes de movimentos sociais e sindicais. No último dia 23, ele conversou com um representante dos professores e outro dos alunos, com a presença da Defensoria Pública e da Procuradoria Geral do Estado, e solicitou que as dependências fossem liberadas para que as aulas pudessem ser retomadas. Na ocasião, conforme informações da secretaria, o grupo não apresentou uma pauta de reivindicações. Não houve acordo. A secretaria "lamentou o ocorrido, que prejudica os cerca de 2.300 alunos que têm o direito de estudar. Pais também reclamam que os filhos estão sendo prejudicados sem as aulas. A secretaria ressalta que a invasão impede o direito da garantia à educação dos alunos, bem como o livre direito do exercício da profissão do professor. Para a secretaria, o movimento é planejado, uma vez que os invasores têm recebido camisetas, adesivos, entre outros materiais, e alimentação", informou, em nota à imprensa. A ocupação da escola da Penha não foi reconhecida oficialmente por Vieira Neto. A coordenadora do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação (Sepe-RJ) Susana Gutierrez disse que desde a manhã desta segunda, 28, os alunos estão no Gomes Freire. O sindicato dá apoio ao movimento, mas segundo a professora, a iniciativa foi dos estudantes. "A escola não tem internet, não tem porteiro, o que é um risco para a segurança. Os alunos querem a valorização da educação pública e a garantia de professores e funcionários", afirmou ela. O jornal O Estado de S.Paulo tentou contato com alunos das duas escolas, mas não conseguiu encontrá-los.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso