X
X

Diário da Região

23/02/2016 - 09h04min

La Paz

Parciais apontam derrota de Evo em plebiscito na Bolívia, mas diferença diminui

La Paz

Os resultados parciais mais recentes divulgados na Bolívia apontam para uma derrota do presidente Evo Morales, na votação popular sobre se ele terá ou não o direito de concorrer novamente à reeleição. No poder há dez anos, Morales busca nas urnas a chance de disputar na eleição de 2019. Com 85% das urnas apuradas segundo a imprensa local, porém, o "não" mantém vantagem, ainda que menor, com 53,8% dos eleitores contrários a que Morales tenha o direito de concorrer e 46,2% da população favorável a isso. Na segunda-feira, uma parcial mostrava a vantagem do "não" em 63,51%, contra 36,49% do "sim". De acordo com o jornal El Deber, que se baseia em dados divulgados pelo Tribunal Supremo Eleitoral (TSE), a vantagem dos que defendem o "não" à reeleição do presidente é de 335.117 votos. Morales concedeu entrevista coletiva ontem, quando disse que espera com serenidade o resultado final. Segundo o presidente, o voto da população rural deve favorecê-lo. "Nas cidades não nos querem muito, mas os primeiros resultados me dão ânimo, não me preocupam, somos otimistas, mas é preciso esperar os resultados com muita serenidade e responsabilidade", disse. Segundo ele, grupos oposicionistas que foram às ruas comemorar fizeram um "festejo antecipado". Contagens rápidas não oficiais elaboradas por institutos de pesquisas, com base em amostras de centro de votação, disseram que 52% dos eleitores votaram contra a mudança constitucional para que Morales possa concorrer. O chefe da missão da Organização dos Estados Americanos (OEA), o ex-presidente dominicano Leonel Fernández, disse que houve "irregularidades, falhas, mas não fraude". Na avaliação dele, há "lentidão na publicação dos resultados" do voto de domingo. O Tribunal Supremo Eleitoral não adiantou o dia para o término da contagem dos votos. A lei obriga que seja feita uma recontagem das atas eleitorais das mesas de votação. Os bolivianos responderam se estavam de acordo com uma mudança na Constituição para permitir que Morales se apresente uma quarta vez nas eleições gerais de 2019. Desde 2005, Morales não perdeu nenhuma das quatro eleições que disputou, mas pode ter conhecido no domingo sua primeira derrota. Fontes: Associated Press e agências internacionais.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso