Diário da Região

04/07/2016 - 10h19min

Bagdá

Número de mortos em ataque do Estado Islâmico em Bagdá sobe para 151

Bagdá

O número de mortes em um ataque suicida com caminhão-bomba no centro da capital do Iraque, Bagdá, subiu para pelo menos 151, segundo autoridades de segurança e de saúde do país. Outras 195 pessoas ficaram feridas no atentado. O número de mortos, no entanto, segue conflitante. O canal de televisão CNN, por exemplo, tem relatado 200 mortos. O Estado Islâmico reivindicou a responsabilidade pelo atentado que ocorreu no domingo pela manhã (no horário local), atingindo o bairro central de luxo de Karrada onde as ruas estavam cheias de jovens e famílias que estavam encerrando o jejum do Ramadã. O bombardeio marcou o primeiro grande ataque do grupo extremista na capital iraquiana desde que ele perdeu a cidade vizinha de Fallujah para as forças iraquianas no mês passado. Uma série de derrotas na Síria e no Iraque desde o outono passado levaram os militantes a reverterem para mais táticas de guerrilha, como ataques suicidas contra civis em áreas urbanas. O bombardeio no bairro de Karrada acendeu uma crise sobre a situação de deterioração da segurança na capital. Quando o primeiro-ministro do Iraque, Haider al-Abadi, visitou o local horas depois da explosão, multidões furiosas o xingaram, chamando-o de ladrão e jogando sapatos e pedras em seu carro. Na noite de domingo, Abadi emitiu um comunicado anunciando um aumento nos esforços de segurança e de inteligência e ordenou que o uso de um dispositivo de detecção de bombas, amplamente criticado, deveria ser desativado, segundo a Associated Press. O Estado Islâmico disse em um comunicado divulgado pela internet que tinha como alvo uma reunião de xiitas. O grupo militante sunita e outros extremistas sunitas rejeitam os xiitas, chamando-os de politeístas Minutos após o bombardeio em Karrada, um dispositivo explosivo improvisado foi detonado na vizinhança a leste de Bagdá, matando quatro pessoas e ferimdo outras 16, disse o Ministério do Interior. A explosão tinha como alvo jovens iraquianos que estavam fazendo compras no noite do feriado muçulmano de Eid al-Fitr, que marca o fim do Ramadã e começa esta semana. Nenhum grupo assumiu a responsabilidade pelo segundo ataque. Fonte: Dow Jones Newswires.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso