X
X

Diário da Região

27/04/2015 - 18h16min

Baltimore

Morte de homem negro sob custódia da polícia gera protestos nos EUA

Baltimore

O funeral de Freddie Gray, um homem negro que morreu enquanto estava sob custódia da polícia de Baltimore, foi realizado nesta segunda-feira. Milhares de pessoas participaram do evento, protestando contra a morte. Os seis policiais de Baltimore suspensos após um homem sofrer graves lesões na coluna enquanto estava sob custódia devem dizer ao público o que aconteceu, afirmou o advogado da família de Gray, Bill Murphy, durante o funeral. Gray morreu no dia 19, após seu encontro com a polícia. A morte acontece em meio a um debate nacional sobre a morte de homens negros nas mãos dos policiais. "Este é nosso momento de chegar à verdade. É nosso momento de fazer a coisa certa", afirmou Murphy. Durante o funeral, a polícia divulgou um comunicado à imprensa dizendo que havia uma "ameaça digna de crédito" de que três gangues notoriamente violentas estavam trabalhando juntas, tendo policiais como alvos. A morte elevou as tensões entre moradores e a polícia, com protestos em alguns momentos violentos no fim de semana. Erica Garner, 24, a filha de Eric Garner, que morreu sob custódia da polícia de Nova York, participou do funeral. Ela disse que, após ver o vídeo da prisão de Gray, se lembrou da prisão do próprio pai, que reclamou que não conseguia respirar enquanto era detido, e acabou morrendo. "É como se não houvesse prestação de contas, não houvesse justiça", afirmou. "É como se tivéssemos voltado aos anos 50, de volta para os dias de Martin Luther King." Poucas horas após o funeral, dezenas de pessoas tiveram uma escaramuça com a polícia, perto de um shopping no noroeste de Baltimore. Alguns lançaram pedras e tijolos contra os policiais, que tinham escudos e outras proteções. A morte de Gray tem gerado protestos quase diários. Ele foi detido uma semana antes de morrer. A polícia informou que Gray foi preso após fazer contato visual com policiais e correr. Gray ficou nervoso ao ser levado detido para uma van, sendo então algemado não apenas nas mãos, mas também nos tornozelos. Pediu ajuda médica várias vezes, inclusive antes de ser colocado na van, mas apenas após 30 minutos os policiais telefonaram para os paramédicos. Autoridades não explicaram como ou quando a coluna vertebral dele sofreu os ferimentos. Fonte: Associated Press.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso