Diário da Região

25/11/2005 - 11h51min

Exclusão digital

Minoria privilegiada tem acesso à internet

Exclusão digital

Arquivo Em agosto, o Brasil bateu o recorde de tempo de navegação na internet
Em agosto, o Brasil bateu o recorde de tempo de navegação na internet
Enquanto a maioria da população brasileira não tem acesso à internet, a minoria conectada bate recordes mundiais em horas navegadas na rede de computadores. De acordo com números apresentados pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) esta semana, em São Paulo, 68% da população nunca acessaram a internet e 55% jamais utilizaram um computador. O estudo sobre o uso de tecnologias da informação e da comunicação foi desenvolvido pelo Instituto Ipsos Opinion entre agosto e setembro de 2005, em 8.540 domicílios. Segundo o CGI.br, a metodologia utilizada seguiu o padrão internacional da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e do Instituto de Estatísticas da Comissão Européia (Eurostat), permitindo a comparabilidade internacional. A margem de erro é de 1,5%. ?A renda e a educação da população brasileira são os dois principais determinantes para os índices de acesso à internet?, disse Rogério Santanna dos Santos, conselheiro titular do CGI.br.

Segundo ele, o acesso cresce à medida que aumenta o nível educacional e a média de renda da população. Os representantes da classe A têm 46 vezes mais chances de ter um computador em casa do que os das classes D e E. Entre as pessoas que usam a internet, essa mesma proporção cai para 20 vezes. ?O uso da internet não depende exclusivamente da posse do computador. Como grande parte dos internautas é jovem, o acesso ocorre também em escolas e telecentros?, explica Clifford Young, diretor-geral da Ipsos Opinion. Para Young, a exclusão digital também pode ser influenciada pela geografia dos grandes centros urbanos. ?Entre dois indivíduos igualmente pobres, o que mora na periferia tem três vezes menos chances de ter acesso a um computador do que quem mora próximo a um bairro nobre?, acrescenta. O levantamento também mostrou que 24% dos entrevistados conectados acessaram a internet nos últimos três meses, sendo que 9,6% costumam navegar diariamente. Quanto ao uso da rede, 41% o fazem para atividades educacionais, 32% para fins pessoais e 26% no trabalho. Brasília é a cidade com o maior número de pessoas conectadas, seguida de São Paulo, Curitiba e Rio de Janeiro.

Entre as principais atividades realizadas na internet por aqueles que utilizaram a rede nos últimos três meses destacam-se o uso do e-mail (17,21%), a realização de atividades escolares (11,48%), a procura de informações sobre bens e serviços (8,94%) e o envio de mensagens instantâneas (8,48%). Quanto à realização de compras pela internet, a pesquisa mostra que 20% das pessoas que utilizaram a rede nos últimos 12 meses compraram algum produto ou serviço. Entre os produtos mais comprados estão filmes e música (17,9%), equipamentos eletrônicos (14,4%) e livros, revistas ou jornais entregues digitalmente (14,1%). Os resultados de acesso domiciliar para a utilização de serviços de governo eletrônico também foram apresentados. Dos internautas, 12,68% usaram algum desses serviços nos últimos 12 meses, como consulta ao CPF (6%), declaração do imposto de renda (5%), informações sobre serviços públicos de educação (3%), inscrições em concursos públicos (3%), informações sobre empregos (2%) e pagamentos de IPVA, multas e licenciamento (2%).


Navegar é preciso
Outro destaque na apresentação feita pelo CGI.br foi o recorde no tempo de navegação. Os brasileiros com acesso à internet são os maiores navegadores do mundo, tendo permanecido em média 18 horas e 42 minutos ligados à rede em outubro. O recorde anterior também era brasileiro. Em junho, a média havia chegado a 18 horas e 28 minutos, superando os tempos apresentados por países como Estados Unidos e Japão. Os dados são de pesquisa feita pelo Ibope/NetRatings. Além do Instituto Ipsos Opinion e do Ibope/NetRatings, o CGI.br se uniu ao Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A parceria com o IBGE prevê a inclusão de um módulo com 23 questões básicas sobre penetração e uso da internet na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad) 2005, incluindo indicadores sobre local de acesso à internet, freqüência de

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso