X
X

Diário da Região

10/02/2014 - 13h33min

Bangcoc

Líder dos protestos antigoverno é preso na Tailândia

Bangcoc


A polícia da Tailândia efetuou nesta segunda-feira a primeira prisão de um líder dos protestos contra o governo. Sonthiyarn Cheunruethainaitham, ex-diretor da empresa de notícias Tnews, é acusado de violar a lei de emergência do país.

Sonthiyarn foi descrito pelas autoridades como a pessoa mais importante dos protestos depois do secretário-geral do Partido Democrático, Suthep Thaugsuban.

Mandados de prisão contra outros 18 líderes dos protestos foram emitidos nesta segunda-feira. Autoridades do país querem que mais 13 pessoas sejam enquadradas nas mesmas acusações.

"Vamos continuar prendendo mais líderes dos protestos que violaram a lei da mesma forma", disse o diretor-geral do Departamento Especial de Investigação, Tharit Pengdit.

No mês passado, o governo decretou estado de emergência por 60 dias após o aumento das tensões nos protestos, permitindo que as autoridades proíbam reuniões públicas, imponham toques de recolher e censurem informações da imprensa local.

A prisão de Sonthiyarn ocorreu poucas horas depois de seis garis terem sido feridos - dois em estado grave - em uma explosão durante um protesto no centro de Bangcoc. Pelo menos dez pessoas morreram e dezenas foram hospitalizadas desde o início das manifestações.

O cenário político na Tailândia permanece tenso há cerca de três meses, quando o país se dividiu radicalmente entre apoiadores da primeira-ministra Yingluck Shinawatra e oposicionistas, os quais alegam que o governo é "corrupto demais".

Nesse período, os manifestantes ocuparam as principais ruas da capital do país, forçaram ministérios do governo a deixarem os prédios que ocupavam e trabalharem em outros locais e boicotaram as eleições antecipadas realizadas no início do mês.

A oposição a Yingluck é uma minoria que mostrou-se incapaz de se impor nas urnas nos últimos anos e rejeita qualquer solução para a crise que envolva eleições. Por trás das manifestações, porém, encontram-se poderosos e influentes empresários, monarquistas e líderes de oposição empenhados em derrubar o governo.

No passado recente, essa mesma aliança derrubou o irmão de Yingluck, o ex-primeiro-ministro Thaksin Shinawatra, por meio de um golpe militar em 2006. Os opositores também derrubaram dois primeiros-ministros aliados de Thaksin por intermédio de controversas ações na justiça. Fonte: Associated Press.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso