X
X

Diário da Região

08/06/2016 - 14h10min

Rio de Janeiro

Jogador diz não ter conhecimento de 2º vídeo de estupro

Rio de Janeiro

O jogador de futebol Lucas Perdomo Duarte Santos, de 20 anos, que chegou a ser preso sob acusação de envolvimento no estupro coletivo de uma jovem de 16 anos, mas foi solto por ausência de provas, negou, em novo depoimento nesta quarta-feira, 8, ter conhecimento do segundo vídeo feito da adolescente, que comprova o estupro. O suspeito foi preso no dia 30 de maio e solto no último dia 3. Nesta quarta-feira, prestou novos esclarecimentos, por cerca de uma hora e meia, à delegada Cristiana Bento, titular da Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (DCAV). Ele saiu da delegacia por volta das 12h30 e não quis falar com a imprensa. Estava com os pais e a advogada, Renata Barcelos. A delegada tampouco aceitou dar declarações. Ela se limitou a dizer que Santos afirmou não ter tido conhecimento do segundo vídeo da menina, que veio à tona no domingo, 5. A vítima aparece sendo forçada a fazer sexo e reclama de dor. Lucas - conhecido por Petão no Morro da Barão, na zona oeste do Rio de Janeiro, onde aconteceu o estupro, e Luquinhas, no futebol - também descreveu a casa em que esteve, no dia 21 de maio, com a menina, uma amiga e o lutador Raí de Souza. Ele afirma ter feito sexo com a amiga, e que Souza fez com a adolescente, de forma consentida. Novo depoimento A polícia não divulgou por que voltou a convocá-lo. O pai do meia-esquerda do Boavista (time da primeira divisão do futebol do Estado do Rio), Silvio César Duarte Santos, disse que ele mesmo não sabia o motivo. "Ele está tranquilo. A gente fica apreensivo, mas ele não deve nada. Ele está com a família, com o pessoal da igreja. Não sei por que foi chamado. O que perguntarem ele responde", afirmou. "Mas a gente ficou sem entender. A gente só quer que isso acabe, para viver em paz." A advogada do jogador, Renata Barcellos, disse à reportagem que o novo depoimento deve ter o objetivo de ajudar a polícia a esclarecer alguns pontos que ficaram obscuros no inquérito, a partir de novas provas colhidas pelos investigadores. Na última segunda-feira, 6, o celular de Raí foi apreendido pelos investigadores, que encontraram ao menos dois vídeos com imagens das agressões sexuais praticadas contra a adolescente. Raí está preso desde o último dia 30. Ele nega que tenha participado do crime. Buscas A Justiça revogou nesta terça-feira, 7, a liberdade condicional do traficante Moisés Camilo Lucena, o Canário, um dos acusados do estupro. Ele estava livre desde fevereiro. Um mandando de prisão foi expedido contra o criminoso. A polícia procura cinco homens que teriam envolvimento com o crime.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso