X
X

Diário da Região

25/09/2015 - 09h37min

Budapeste

Hungria quer apoio na ONU e de outros países para fechar fronteira com Croácia

Budapeste

O primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban, afirmou nesta sexta-feira que buscará o apoio da Organização das Nações Unidas e de outras nações da região, antes de fechar as fronteiras com a Croácia. Caso isso ocorra, milhares de imigrantes terão mais dificuldades de avançar pela Europa em busca de asilo. Orban prometeu dialogar com outros líderes, no momento em que a Hungria trabalha para concluir uma cerca ao longo da fronteira croata, decisão que pode interromper o fluxo de imigrantes, mas causar mais confusão no já caótico quadro nos Bálcãs. Quase 60 mil pessoas entraram na Croácia desde que a Hungria fechou sua fronteira com a Sérvia, no dia 15. "Não é o suficiente dizer ao mundo através da imprensa o que estamos fazendo e por qual motivo", disse Orban a repórteres em Viena. "Nós temos de ir a todas as partes e buscar apoio antes de o fechamento da fronteira acontecer." A interrupção da fronteira entre a Hungria e a Sérvia gerou um efeito dominó no sudeste da Europa. A Croácia inicialmente recebeu bem os imigrantes, acreditando que eles iriam apenas cruzar para a Eslovênia e a Áustria a fim de chegar à Alemanha. O governo esloveno, porém, impediu a passagem, deixando a Croácia, uma das nações mais pobres da União Europeia, responsável pela onda humana. A Croácia começou, então, a colocar os imigrantes em ônibus e levá-los para a Hungria. Orban, que está em Viena para conversas com o chanceler austríaco, Werner Faymann, sugeriu que a autoridade austríaca se opõe à ideia de se abrir um corredor de trânsito para imigrantes na fronteira entre a Hungria e a Croácia para a Áustria e a Alemanha. Faymann tem criticado as cercas húngaras, enquanto Orban chegou a dizer que a Hungria estava recebendo "fogo amigo pelas costas" da Áustria. Faymann descreveu a relação com a Hungria como "correta", em declarações separadas a repórteres, mas admitiu que havia "tensão", segundo a imprensa austríaca. O líder austríaco disse que as medidas húngaras para proteger as fronteiras externas da UE são legais, mas ressaltou que o direito ao asilo é um direito humano. Fonte: Associated Press.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso