X
X

Diário da Região

18/09/2017 - 17h18min

Minsk

China e Rússia fazem exercícios militares conjuntos no Pacífico Norte

Minsk

China e Rússia lançaram hoje um treinamento militar conjunto no Pacífico Norte, mostrando o desenvolvimento de uma parceria militar poderosa, enquanto líderes globais se reúnem na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). Forças russas e chinesas devem conduzir oito dias de exercícios em terra e no mar, inclusive na defesa de navios de guerra, disse hoje o Ministério da Defesa da China. Não existe uma aliança militar formal entre os dois países, mas eles estão desenvolvendo técnicas e equipamentos comuns para que trinem e lutem juntos. Ao mesmo tempo, os russos estão reduzindo um dos maiores exercícios militares desde a Guerra Fria. Enquanto os líderes se reúnem nas Nações Unidas, o presidente russo, Vladimir Putin, permaneceu na Rússia para observar os jogos militares, conhecidos como Zapad, perto de sua cidade, São Petersburgo. "A Rússia está tentando mostrar à Europa e aos Estados Unidos que está pronta para uma guerra em grande nível e por isso devemos todos sentar e falar sobre geopolítica em termos de Rússia", disse Arseny Sivitsky, diretor do Centro de Estudos de Estratégia e Política Externa de Belarus. A última série de exercícios começou hoje com o envio de navios de guerra chineses para o porto de Vladivostok, no extremo leste da Rússia, de acordo com o exército russo. Rússia e China estão aumentando a cooperação militar ao passo em que os EUA avançam com sua presença militar na região do Pacífico, em resposta aos desafios da Coreia do Norte e à escalada de poder dos chineses. No mês passado, Pequim convidou soldados russos para a China, para que eles se familiarizassem com armas fabricadas no gigante asiático. Mais recentemente, os EUA enviaram quatro de seus mais avançados caças e dois bombardeiros sobre a Península da Coreia, junto com aeronaves do Japão e da Coreia do Sul, em uma resposta direta ao envio de um míssil da Coreia do Norte sobre o Japão. Os exercícios do Pacífico Norte também dão à China o aumento da força expedicionária que o país precisa para operar muito além de suas fronteiras. Os exercícios conjuntos estão acontecendo no Mar do Japão, onde os dois lados realizaram exercícios em 2013, e pela primeira vez no Mar de Okhotsk, usado por Moscou para operações envolvendo submarinos nucleares. Fonte: Dow Jones Newswires.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso