X
X

Diário da Região

10/11/2014 - 16h11min

Londres

Cameron: relação com UE será revista em 2º mandato

Londres


O primeiro-ministro britânico David Cameron afirmou nesta segunda-feira que a relação entre Reino Unido e União Europeia precisa ser revista, mas que tal ação não se traduz em incerteza econômica. Em discurso à Confederação Britânica de Indústrias, Cameron ressaltou que irá negociar as mudanças se for reeleito nas urnas em maio de 2015.

"Eu sou o político que tem o plano para essa reforma, que quer ver o mercado único a salvo e não receber ordens dos países que têm a mesma moeda", afirmou Cameron, acrescentando que quer fazer parte de um mercado comum e cooperativo, e não de uma união cada vez mais fechada. "Eu quero pertencer a uma Europa que volta para os problemas das pessoas, incluindo preocupações sobre a imigração".

O plano de Cameron é negociar questões que considera importantes com a União Europeia, a exemplo do fluxo de trabalhadores entre os países, antes de realizar um referendo nacional no fim de 2017 sobre a permanência do país no bloco. A proposta causa preocupação na comunidade internacional e nos investidores, que acreditam que a economia nacional e global sofreriam com uma possível saída do Reino Unido do grupo.

"A melhor coisa a se fazer é trazer os argumentos, fazer as mudanças e depois levar isso ao povo britânico", disse. "Se houve incertezas, por que então tivemos um período extraordinário de investimentos no nosso país?"

O primeiro-ministro pretende detalhar seus planos para questões espinhosas com o controle de imigração antes do Natal, mas líderes europeus, como a chanceler alemã Angela Merkel, já sinalizaram que não aceitarão mudanças profundas a respeito do tema.

O líder da oposição, Ed Miliband, também discursou no evento e afirmou que flertar com a saída da União Europeia enviaria uma mensagem a potenciais investidores de que o Reino Unido não estava aberto a negócios e se tornou uma aposta arriscada.

Miliband também afirmou que seu partido construirá alianças para completar o mercado único europeu, além de introduzir medidas de controle de imigrantes de transição por um período mais longo. Miliband também é favorável à proteção ao sistema de bem-estar social e a reforma orçamentária da União Europeia. Todas as questões são contempladas pelo discurso de Cameron, mas Miliband defende que não haja transferências de poder de Londres para Bruxelas e que estas decisões sejam tomadas pelos britânicos, em referendo. Fonte: Dow Jones Newswires.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso