X
X

Diário da Região

21/09/2015 - 18h10min

Brasília

Brasil prorroga prazo de concessão de visto especial a sírios

Brasília

O Comitê Nacional para os Refugiados (Conare) aprovou nesta segunda-feira, 21, uma resolução que prorroga até 2017 o prazo de concessão de visto especial para cidadãos da Síria. A decisão do Conare, vinculado ao Ministério da Justiça, ocorre dois dias antes de expirar uma primeira determinação, de 2013, que estabeleceu a concessão de vistos para afetados pelo conflito sírio. "O Conare decidiu pela prorrogação dessa resolução por mais dois anos em vista da permanência da situação de violação grave de direitos humanos naquele País", ressaltou o presidente do Conare e secretário nacional de Justiça, Beto Vasconcelos. De acordo com Beto Vasconcelos, o Brasil já reconheceu, desde 1997, quando foi estabelecido no País o sistema de refúgio, 8.400 refugiados. Nesta segunda-feira, 21, após a reunião do Conare, esse número subiu para 8.530. "Desse total, 2.097 são de nacionalidade síria. Já é a maior população de refugiados reconhecidos no Brasil. É um número reduzido perto da dimensão de refugiados sírios no mundo, são mais de 4 milhões. Mas o governo federal, com a sociedade civil e a ONU (Organização das Nações Unidas), tomou iniciativa de vanguarda de estabelecer um mecanismo de recepção de solicitantes de refúgio de nacionalidade síria", ressaltou. Os requisitos para emissão do visto é a comprovação de "nacionalidade afetada pelo conflito sírio" e documentação básica de identificação. As declarações são emitidas nas unidades consulares do Brasil e, até o momento, não foi estabelecida uma quantidade limite. De acordo com o presidente do Conare e secretário nacional de Justiça, não há um prazo fixo para a liberação do documento, que tem demorado "semanas e até meses" para ser produzido. "O volume de demanda tem sido maior que a capacidade de emissão dos vistos", ressaltou. Conforme dados do comitê nacional, o maior número de pedidos tem sido de países vizinhos ao conflito sírio, entre eles Turquia, Líbano e Jordânia. "A pessoa, ao chegar ao Brasil, deve solicitar a concessão de refúgio, que é um processo instruído submetido ao Conare, que julga a concessão ou não do refúgio", afirmou. Os principais destino dos acolhidos têm sido as Regiões Sul e Sudeste.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso