Diário da Região

10/11/2013 - 18h11min

São Luís (AE)

Ataques a policiais deixam três vítimas no MA

São Luís (AE)


Seis pessoas foram presas pela polícia maranhense sob suspeita de envolvimento nos ataques a tiros a duas bases móveis da Polícia Militar, que deixaram três vítimas - um policial morto e um casal ferido - na noite de sábado, 9, em São Luís.

Segundo o Secretário de Estado de Segurança Pública, Aluísio Mendes, todas estão sendo investigadas pela Superintendência de Investigações Criminais (Seic). "A identidade deles está mantida sob sigilo, até para facilitar a continuidade das investigações. Esperamos prender mais envolvidos e os mandantes. Inclusive, já sabemos que as ordens para esses ataques saíram de dentro das cadeias", afirmou.

Nos ataques deste fim de semana, o soldado que estava de plantão no trailer da Vila Nova, Francinaldo Sousa Pereira, morreu baleado. Ele estava sozinho na unidade móvel na hora do ataque, porque a viatura havia saído para atender uma ocorrência.

Em outra região pobre da capital maranhense - o Bairro de Fátima - o sargento Marco Antonio Correa Cutrim, e uma moradora do lugar, não identificada, ficaram feridos quanto a unidade móvel da PM foi atacado. Os dois feridos foram socorridos e encaminhados para o Centro Cirúrgico do Hospital Municipal Djalma Marques - o Socorrão I - o principal pronto socorro da cidade.

Ônibus - Outros dois ataques ocorreram em São Luís. Desta vez, o alvo dos bandidos foi coletivo: dois deles foram incendiados em diferentes bairros da cidade, na noite de sábado.

Toda a cúpula das policiais Civil e Militar do Maranhão esteve reunida na manhã deste domingo, 10, para decidir como será feito o enfrentamento desta nova onda de ataques criminosos na capital maranhense.

Outra medida anunciada neste domingo foi a substituição gradativa dos trailers. "A exemplo do modelo que já temos na Divinéia, entendemos que os trailers não atendem mais a população. Por isso mesmo, num primeiro momento, todos serão reforçados e gradativamente esse modelo será substituído", garantiu o comandante do Policiamento Metropolitano, coronel Frankling Pacheco.

Aniversário - Há suspeitas de que estes ataques tenham ligação com ocorrências registradas um mês antes: exatamente no dia 9 de outubro foi reprimida uma tentativa de motim no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, que teria começado depois de um confronto entre duas facções criminosas - "Bonde dos 40" e Primeiro Comando do Maranhão (PCM) - que matou dez presidiários e deixou outros 33 feridos, depois que um túnel por onde 60 presos tentariam escapar foi descoberto.

No dia seguinte, 10 de outubro, uma ordem disparada da penitenciária levou os bandidos a queimar sete coletivos em vários bairros de São Luís. Na época, ninguém ficou ferido, mas a cidade entrou em pânico e vários alarmes falsos de ocorrências ligadas à atuação das duas facões chegaram a ser noticiadas.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso