X
X

Diário da Região

20/10/2015 - 17h26min

São Paulo

STJD vai julgar caso do zagueiro Iago, do São Paulo, na segunda-feira

São Paulo

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) agendou para a próxima segunda-feira, dia 26 de outubro, o julgamento do processo envolvendo o atleta Iago Maidana e os clubes São Paulo, Criciúma e Monte Cristo. O zagueiro está desde setembro no time do Morumbi e terá o caso analisado pelo tribunal por suspeita de irregularidades, como a participação de um fundo de investidores, e, como pena, as equipes podem até ser rebaixadas. A data do julgamento antecipa duas decisões no São Paulo. Na terça, o clube terá a eleição para o mandato tampão, que irá até abril de 2017. O interino Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, é o único candidato até agora. Já na quarta-feira o clube vai decidir vaga na final da Copa do Brasil em jogo com o Santos, na Vila Belmiro. O próprio Iago Maidana também foi denunciado no caso. O julgamento será as 17h. Segundo o STJD, Iago rescindiu contrato com o Criciúma no começo de setembro. A multa de R$ 400 mil foi paga por uma empresa chamada Itaquerão Soccer, intermediário não registrado na CBF. Desde 1º de maio a Fifa proíbe a participação de investidores em transferências, regra que faz a operação ser irregular. Outra infração se deu após à saída do Criciúma. O zagueiro passou dois dias registrado no Monte Cristo, da terceira divisão de Goiás, e depois acertou com o São Paulo, que no mês passado pagou R$ 2 milhões por 60% dos seus direitos econômicos. "O Monte Cristo atuou como ponte para concretização da transferência e para atender os interesses da empresa", disse em comunicado o STJD na última semana. A Procuradoria ofereceu denúncia ao analisar um dossiê elaborado pela CBF com documentos do caso. Os três clubes enviaram documentação e foram denunciados, assim como o próprio Iago Maidana. Além das regras da Fifa, as equipes feriram dois regulamentos nacionais de participação de intermediários e transferências de atletas. O São Paulo vai responder por tripla infração ao artigo 191 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. As punições previstas variam de advertência, multa e perda pontos, até a suspensão do registro de novos jogadores por dois anos e rebaixamento. As sanções podem ainda ser aplicadas de forma cumulativa. Já o jogador de 19 anos pode ser suspenso ou até proibido de atuar.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso