X
X

Diário da Região

01/10/2015 - 20h25min

Maceió

Seleção masculina perde set, mas vence Chile e avança à semi do Sul-Americano

Maceió

Depois de uma vitória arrasadora na estreia, a seleção brasileira masculina de vôlei caiu de rendimento nesta quinta-feira e sofreu para vencer a modesta equipe do Chile, de virada, por 3 sets a 1, com parciais de 23/25, 25/18, 25/14 e 25/23. Apesar da dificuldade, o time de Bernardinho assegurou vaga antecipada na semifinal do Sul-Americano, disputado em Maceió. Com o triunfo, o Brasil disparou na liderança da sua chave, assegurando a classificação. Antes da semifinal, porém, o time nacional vai enfrentar a Venezuela nesta sexta-feira, às 18h15 (horário de Brasília). Deve ser o jogo mais complicado da seleção até agora. O Brasil luta para manter a hegemonia no torneio sul-americano. O País venceu 29 das 30 edições já realizadas, sendo que a única que perdeu foi em 1964, quando não disputou a competição e deixou o título nas mãos da Argentina. Diante de tal favoritismo, a dificuldade da seleção nesta quinta surpreendeu porque a equipe vinha de vitória tranquila na estreia, sobre o Peru, por 25/8, 25/9 e 25/15. Sem maior preocupação, Bernardinho até avisara que iria dar chance a novatos nesta quinta. Apesar da promessa, o treinador mandou à quadra praticamente os mesmos titulares de quarta. Só o experiente líbero Serginho foi trocado, por Brendler. A equipe teve Bruninho, Evandro, Isac, Maurício Souza, Kadu, Lucas Lóh, além de Brendler. E, mesmo sem maiores mudanças, a seleção brasileira iniciou mal seu segundo jogo na competição. O Chile aproveitou para surpreender, somando pontos ao explorar o bloqueio brasileiro. Não demorou para abrir 12/09 e depois 16/12. O Brasil empatou em 19/19 antes de Kadu explorar o bloqueio e o Brasil virar o marcador para 20/19. Mas a liderança durou pouco. Com três pontos em sequência, o Chile retomou a dianteira, com 22/20, e fechou o set em seguida. O susto no Brasil parecia se estender ao segundo set. Novamente o Chile começou melhor e fez 7/4, preocupando Bernardinho. A igualdade no placar veio no 10/10 e, depois de virar com 12/11 o Brasil não teve problemas para sustentar a vantagem até o fim e empatar a partida. O bom ritmo do segundo foi mantido no terceiro set. O Brasil abriu a parcial na frente e, depois das entradas de Raphael e Renan, deslanchou. Fez 17/10, 21/11 e fechou o set, e decretou a virada, com ace do oposto Renan: 25/14. O quarto set foi o mais equilibrado da partida. Os chilenos saíram na frente, como aconteceu nas duas primeiras parciais, e fizeram 10/06 e 14/12. O Brasil buscou o empate ao fazer 15/15 e o duelo seguiu parelho até o match point.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso