Diário da Região

23/06/2009 - 21h42min

Copa das Confederações

Ramires ganha espaço na Seleção

Copa das Confederações

CBF/Divulgação De acordo com a Fifa, Ramires correu 22 quilômetros em apenas dois jogos
De acordo com a Fifa, Ramires correu 22 quilômetros em apenas dois jogos
Apenas cinco jogos pela Seleção Brasileira, sendo três deles entrando durante os 90 minutos e dois como titular absoluto, deram a Ramires uma notoriedade que ele jamais imaginou conseguir tão rapidamente. Ainda desconhecido fora do Brasil, o jogador desperta a curiosidade da imprensa internacional na Copa das Confederações. Ontem, ele se viu no centro do furacão da Seleção. Percebeu que seu nome gira o mundo. Às 12h40 (horário sul-africano), Ramires entrou encabulado na sala de entrevistas do Sunnuside Park Hotel, em Johannesburgo, onde o time de Dunga está concentrado. E olhou desconfiado para aquela porção de jornalistas, câmeras e fotógrafos que o esperavam.

O zagueiro Lúcio foi o primeiro a ser entrevistado pelos repórteres. Depois de 10 minutos de perguntas e respostas, ele se levantou, olhou para Ramires e disse ?boa sorte, amigo?. O jogador, carioca de Barra do Piraí e mineiro por adoção, deu um sorriso sem graça ao ser jogado aos ?leões? pelo capitão da Seleção. Ramires imaginou que vinha chumbo grosso. Que nada. Perguntaram por que ele corre muito nos jogos. ?Sempre corri muito, desde novinho. Jogando bola, mas às vezes tinha que correr por outras coisas. Quando a gente é moleque travesso, a gente faz umas artes e tem que correr. Corria da minha avó, de cachorro. Isso faz parte?, contou o jogador. Mas por que correr da avó? ?Uai, para não apanhar. Quem gosta de apanhar??

De acordo com as estatísticas da Fifa, Ramires foi o jogador da Seleção que mais correu nos últimos dois jogos do Brasil. Contra os Estados Unidos, percorreu 11.044 metros em campo. E na partida diante da Itália, mais 11.855 metros. ?Desde novinho eu corro muito, sempre fiz as coisas correndo. No futebol não é diferente?, explicou. Correu tanto que, aos 22 anos, virou titular da Seleção, provocando cobiça no mercado europeu. Quem perdeu nessa história foi o Cruzeiro, que vendeu Ramires ao Benfica pela bagatela de 7,5 milhões de euros em maio, no mesmo dia em que o jogador foi convocado por Dunga para a Copa das Confederações. ?Não sei se os dirigentes do Cruzeiro estão arrependidos. O importante é que vou jogar no Benfica, que vai abrir as portas da Europa para mim?, disse Ramires, que imediatamente foi cercado por jornalistas da Itália, Espanha e de Portugal. Eles queriam saber se o meia tinha preferência pelo Milan, Real Madrid ou qualquer outro grande europeu.

?Não sei de nada do Milan, Real Madrid ou de outro clube. Sei que o Benfica também é um grande clube.? Antes de apresentar-se ao Benfica, Ramires vai disputar a segunda partida da semifinal da Libertadores, no dia 2 de julho, quando o Cruzeiro enfrenta o Grêmio, em Porto Alegre. Já Luís Fabiano diz que se o Brasil terá que atuar com paciência, amanhã, contra a África do Sul. ?É o jogo da vida deles, vão fechar os espaços e dar tudo para fazer um golzinho.? Luís Fabiano vive uma segunda fase na Seleção. Na primeira, não teve muito o que fazer, pois, na sua posição, Ronaldo era absoluto. Agora, tem sido um dos destaques da equipe, é o artilheiro do Brasil nas Eliminatórias do Mundial de 2010, com sete gols, e conquistou a confiança do técnico Dunga.

Espanha e EUA abrem semifinal

Atual campeã europeia, líder do ranking da Fifa e invicta há 35 jogos, a Espanha é a grande favorita para ir à final da Copa das Confederações. Mas, para isso, ainda precisa passar pelo surpreendente Estados Unidos na semifinal que acontece hoje, às 15h30, no estádio Free State, em Bloemfontein, na África do Sul. Na primeira fase, os Estados Unidos caíram no mesmo grupo de Brasil, Itália e Egito. Assim, eram apontados como meros coadjuvantes, mas acabaram conseguindo se classificar, causando grande surpresa. Agora, os norte-americanos esperam provocar outra zebra, desbancando a poderosa Espanha. A Espanha vive um grande momento, tendo vencido os últimos 15 jogos que disputou, um recorde entre todas seleções do mundo. Além disso, igualou a marca de 35 partidas de invencibilidade, algo que só o Brasil, entre 1993 e 96, já conseguiu fazer na história.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso