Diário da Região

16/02/2003 - 02h00min

Duelo no Teixeirão II

PM vigia flanelinhas no jogo

Duelo no Teixeirão II

Carlos Chimba Maurício Okada, de RP, já se envolveu em várias aventuras pelo Corinthians
Maurício Okada, de RP, já se envolveu em várias aventuras pelo Corinthians
A ação dos flanelinhas nas proximidades do estádio Teixeirão, em Rio Preto, será controlada pela Polícia Militar, durante o jogo de entre América e Corinthians, que começa às 11 horas. O comandante interino do 17º Batalhão da PM em Rio Preto, major Cláudio Romero Furlaneto, afirma que os flanelinhas não poderão ter atitudes abusivas com os torcedores. “Eles não podem, por exemplo, cobrar um valor fixo do pessoal que estacionar o carro por lá. Se o flanelinha aceitar uma contribuição após o jogo tudo bem, mas exigir o dinheiro dos torcedores é errado”, afirma o comandante. Furlaneto ressalta que o motorista que se sentir lesado ou importunado pode acionar o policial mais próximo. “Dependendo do comportamento do flanelinha, o caso pode ser considerado até como extorsão”, ressalta o major.

Segurança
De acordo com Furlaneto, o torcedor que for hoje ao Teixeirão pode tomar algumas medidas básicas e práticas para evitar confusões. “A dica primordial é chegar cedo ao estádio para evitar o tumulto da entrada. Quanto mais cedo, melhor”, diz. Os portões serão abertos às 9 horas. Outra orientação do major é não levar objetos de valor. É fundamental, segundo ele, carregar apenas o dinheiro necessário para a compra de ingressos, água e um lanche. “Sempre existe o risco de algum furto, então é bom não levar nada excessivo. Aliás, é bom até deixar o celular em casa”, afirma. Para quem vai de carro, a indicação é não deixar objetos de valor sobre os bancos dos veículos, principalmente bolsas e carteiras. Também é fundamental acionar o alarme, caso o automóvel possua o dispositivo.

Furlaneto lembra que os únicos objetos que podem ser levados ao estádio são almofadas, rádios pequenos e água em copos descartáveis. Se estiver chovendo, a proteção deve ser feita com capas plásticas. Guarda-chuvas são proibidos. Menores de seis anos não poderão entrar no estádio. Se alguma criança acima dessa idade se perder dos pais, deve procurar um dos policiais que estarão no local. Ela será levada ao posto de comando da PM, que fica sob a arquibancada, atrás do gol colocado à direita das cabines de imprensa. O nome da pessoa perdida será anunciado no alto-falante do Teixeirão. A segurança da partida será feita por 220 policiais militares, sendo que 180 atuarão no interior do estádio e 40 do lado de fora. Antes da abertura dos portões, a PM vai fazer uma nova vistoria no estádio em busca de objetos que possam colocar em risco a integridade física do público.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso