X
X

Diário da Região

19/08/2016 - 00h00min

VÔLEI

Paciência para superar o paredão russo e chegar a mais uma final

VÔLEI

William Lucas/Inovafoto 15/8/2016 Aos 40 anos, o líbero Serginho disputa a sua última olimpíada
Aos 40 anos, o líbero Serginho disputa a sua última olimpíada

Depois de superar a pressão psicológica, na primeira fase, o time brasileiro masculino de vôlei precisará vencer a limitação física para avançar à quarta final olímpica seguida. Dois importantes atacantes, Lipe e Lucarelli, ainda são dúvidas para a partida, após passarem por exames nesta quinta-feira. Contra a potência física da Rússia, nesta sexta, no Maracanãzinho, às 22h15, o técnico Bernardinho já alertou que o time precisará de “paciência e esperteza” para ganhar não pela explosão, mas pela persistência.

“É um confronto físico. Não podemos enfrentá-los com a força, temos que ser espertos. Impaciência e pressa são inimigas em jogos com rallys longos”, explicou Bernardinho.

Nesta quinta-feira, Lucarelli e Lipe fizeram exames para avaliar a gravidade das contusões. Lucarelli foi diagnosticado com um estiramento muscular leve e Lipe, com uma contratura na lombar. Com tratamento à base de remédios e fisioterapia, os dois foram poupados do treino.

O confronto contra a Rússia, na semifinal, antecipa a revanche entre as duas finalistas em Londres-2012, quando os russos venceram de virada. Naquela partida, o Brasil abriu 2 sets a 0 e teve dois match points já no terceiro set. Mas a Rússia virou o placar e fechou a partida no tie break.

Quatro anos depois, as tradicionais seleções no esporte voltam a se enfrentar com equipes renovadas - apenas quatro jogadores e os técnicos de ambas estiveram na última final. Na primeira fase, a Rússia só perdeu para a Argentina, eliminada pelos brasileiros na última quarta-feira. O Brasil teve duas derrotas (Estados Unidos e Itália) e uma classificação dramática na última partida da fase classificatória contra a França.

“Eles são mais fortes do que a gente, tem que jogar bem pensado. Vou buscar esse ouro de qualquer jeito”, disse Serginho, que aos 40 anos joga as últimas partidas pela seleção. Quem ganhar o confronto disputará a final contra o vencedor da partida entre Itália e Estados Unidos, que jogam às 13 horas. No primeiro confronto entre as seleções no Rio-2016, vitória italiana por 3 a 1.

Feminino

A Sérvia garantiu vaga na final após vencer os Estados Unidos por 3 sets a 2, parciais de 20/25, 25/17, 25/21, 16/25 e 15/13. As sérvias encaram as vencedoras do confronto entre China e Holanda – a partida seria disputada nesta quinta-feira, às 22h15. A final está marcada para sábado, às 22h15.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso