X
X

Diário da Região

05/08/2016 - 00h00min

TUDO PRONTO

Cerimônia de abertura da Olimpíada é nesta sexta

TUDO PRONTO

Buda Mendes/Getty Images Organizadores do Rio-2016 testaram até show pirotécnico para o evento que terá músicas de Caetano Veloso, Gilberto Gil e Anitta
Organizadores do Rio-2016 testaram até show pirotécnico para o evento que terá músicas de Caetano Veloso, Gilberto Gil e Anitta

A cerimônia de abertura da Olimpíada do Rio, prevista para começar às 20 horas desta sexta-feira, 5, no estádio do Maracanã, vai celebrar a cultura da gambiarra artística. Com um orçamento reduzido drasticamente nos últimos dois anos, o evento - que terá shows unindo Caetano, Gil e Anitta, além de efeitos visuais em telas de LED - precisou se adaptar às novas condições econômicas, o que implicou na busca de alternativas mais baratas.

“A cerimônia é uma imensa gambiarra”, comentou Mario Andrada, diretor de comunicação do Rio-2016, em entrevista coletiva nesta quinta. Mas ressalvou: “Há uma grande diferença entre gambiarra e jeitinho”.

Melhor explicando: ao invés de improviso, a equipe criativa - formada pelos cineastas Fernando Meirelles e Andrucha Waddington, a diretora e cenógrafa Daniela Thomas e a coreógrafa Deborah Colker - precisou encontrar soluções que compensassem o enxugamento do orçamento.

A equipe criativa baseou seu trabalho em três pilares. O primeiro, representado por um jardim, traduz o valioso ecossistema nacional. O segundo pilar trata da diversidade de raças. “Vamos mostrar que o Brasil é um país onde um católico, um judeu e um muçulmano, depois de se conhecerem, já tomam uma cerveja juntos”, comparou Meirelles. “Buscamos as semelhanças e celebramos as diferenças”. Finalmente, o terceiro pilar pretende traduzir o jeito de viver do brasileiro, marcado pelo sorriso cravado nos rostos, indestrutível mesmo diante de adversidades.

Os criadores da abertura lutaram para não revelar segredos, pretendendo manter intacta a surpresa do público, que se dividirá entre as cerca de 50 mil pessoas no estádio e aproximadamente de 3 bilhões de espectadores ao redor do mundo. Mesmo assim, um dos principais acabou divulgado: a criação de uma nova área verde no Rio, a Floresta dos Atletas, no Parque Radical, em Deodoro. Ela será criada com mais de 10 mil mudas de 207 espécies nativas do País, cada espécie representando uma delegação. Ao entrar no estádio, cada atleta receberá a semente de uma árvore e a plantará em um tubete com terra. “Creio que esse será um dos gestos que vai marcar essa cerimônia”, observou Daniela.

falapovo 05082016

Pelé é o favorito para acender a pira

A expectativa e o segredo sobre quem acenderá a pira olímpica fazem parte da tradição dos Jogos Olímpicos. No Brasil, o nome de Pelé, eleito o Atleta do Século e considerado o maior jogador de futebol de todos os tempos, sempre foi apontado como um dos favoritos. Esta semana, o Rei do Futebol confirmou que foi convidado, mas não revelou que será o responsável pela cena mais emblemática da festa desta sexta-feira, 5, no estádio do Maracanã.

Pelé alega que possui “compromissos profissionais” e depende da negociação da agenda de um deles para estar no Maracanã. Houve quem afirmasse que o motivo seria outro: um dos patrocinadores do ex-jogador é concorrente de um dos parceiros do Comitê Olímpico Internacional (COI) e isso inviabilizaria a participação dele na festa, cujas imagens serão vistas ao vivo por pelo menos três bilhões de pessoas do mundo todo.

O Rio-2016 nega essa versão. O Comitê Organizador confirmou o convite e informou que já sabe se poderá contar ou não com Pelé nesta sexta-feira. Nos bastidores, comenta-se que a revelação do convite por parte de Pelé foi para preservar o presidente do Comitê Rio-2016, Carlos Arthur Nuzman, de quem o Rei do Futebol é amigo. O receio é de que sua eventual ausência causasse críticas à organização.

Atleta brasileiro mais reverenciado no mundo, Pelé é o principal nome dos organizadores. “É preciso ser alguém conhecido”, justificou Abel Gomes, diretor artístico da cerimônia. O tenista Gustavo Kuerten, o Guga, também é apontado como candidato.
Mas a possível participação de Pelé não vai agradar a todos. Medalhista de ouro nos Jogos de Atlanta-1996, a ex-jogadora de vôlei de praia Jackie Silva criticou a possível escolha. “Na verdade eu preferia que fosse um atleta olímpico. Não é nada contra o Pelé. Ele é formidável, um grande atleta, conhecido mundialmente. Mas futebol já foi. Futebol foi na Copa do Mundo. Já teve muito futebol. Não é a hora. Acho que poderia ser outro atleta"

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso