X
X

Diário da Região

26/07/2016 - 00h00min

RIO 2016

Neymar deve ser o capitão da seleção olímpica

RIO 2016

Lucas Figueiredo / MoWA Press 25/7/2016 Neymar está em vantagem sobre Fernando Prass para ficar com a tarja
Neymar está em vantagem sobre Fernando Prass para ficar com a tarja

Rogério Micale ainda não bateu o martelo, mas está inclinado a designar Neymar como capitão da seleção olímpica do Brasil nos Jogos do Rio. Fernando Prass também lhe agrada e sua admiração pelo goleiro do Palmeiras cresceu com a convivência na Granja Comary, em Teresópolis. A maneira como o atacante vem se comportando, porém, está reforçando no treinador a convicção de que com ele a “capitania” ficará em boas mãos.

A decisão será tomada nos próximos dias. O Brasil faz amistoso sábado, 16h30, contra o Japão, em Goiânia, e a equipe já terá seu capitão. A estreia na Olimpíada será em 4 de agosto contra a África do Sul, em Brasília.

Basquete

Peça fundamental para a seleção masculina de basquete, Anderson Varejão corre sério risco de ficar fora dos Jogos. A 12 dias da estreia contra a Lituânia, em 7 de agosto, o pivô está nos Estados Unidos sendo avaliado pelos médicos do Golden State Warriors, equipe que defende na NBA, depois de reclamar de dores nas costas.

A viagem foi um exigência da franquia de Oakland, descontente com o quadro apresentado por Varejão. O que mais desagradou foi o fato de o pivô ter se apresentado à Seleção em plenas condições médicas e físicas. Todos os atletas que atuam na NBA realizam uma bateria de exames ao final da temporada e o brasileiro foi aprovado. De acordo com pessoas próximas ao pivô, o técnico Magnano tem exagerado na intensidade dos treinos e, com isso, teria provocado o problema nas costas de Varejão. Substituições por contusão podem ser feitas até 2 de agosto. 

Federação barra nadadores russos

Nikita Lobintsev já está no Brasil, treinando em São Caetano do Sul, mas não poderá participar da Olimpíada. O nadador é um dos sete russos vetados nesta segunda pela Federação Internacional de Natação (Fina). Quatro deles, incluindo a medalhista olímpica Yulia Efimova, foram barrados por terem histórico de doping. Outros três, entre eles Lobintsev e o velocista Vladmir Morozov, forte rival de Bruno Fratus, foram punidos por seus nomes constarem no chamado Relatório McLaren.

O Comitê Olímpico Internacional (COI) barrou do Rio-2016 todos os atletas russos que foram suspensos por doping ao longo da carreira. Além disso, jogou para cada federação esportiva a decisão sobre vetar a participação de atletas russos.

Com a carta branca na mão, a Fina afirmou que a exata implicação da Federação Russa de Natação no relatório independente da Agência Mundial Antidoping ainda precisa ser esclarecido. Por enquanto, a Fina declarou inelegíveis os atletas cujas amostras antidoping constam no relatório do advogado canadense Richard McLaren. 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso