Diário da Região

11/06/2012 - 17h24min

Rio

Maracanã adia definição sobre drenagem e cadeiras

Rio

Com mais de 54% de suas obras concluídas, o Maracanã caminha para ser entregue no prazo estabelecido junto à Fifa, em fevereiro de 2013, a tempo de ser usado como sede da Copa das Confederações. Mas ainda existem questões pendentes entre os responsáveis pela reforma do estádio e a Fifa, que precisam ser definidas nas próximas semanas para não atrasar o cronograma e extrapolar o orçamento de R$ 859 milhões. São elas: o método de drenagem do gramado, o modelo das cadeiras das arquibancadas e a iluminação.

O ponto mais nevrálgico neste momento é o sistema de drenagem a ser utilizado. A Emop (Empresa de Obras Públicas do Estado do Rio) insiste em utilizar o método tradicional. A Fifa prega a instalação do sistema de drenagem a vácuo, mais eficiente, mas muito mais caro. "Estamos há cinco meses em debates técnicos com a Fifa, tentando convencê-los", conta Ícaro Moreno, presidente da Emop.

Segundo o engenheiro, além do alto custo, o principal problema para instalar o modelo a vácuo é a geografia do Maracanã. O estádio está localizado ao lado de um rio e o lençol freático corre 80 cm abaixo do nível do gramado. Para a colocação do sistema desejado pela Fifa, seriam necessários tempo e dinheiro que a Emop e o Consórcio que toca a obra não têm.

"Teríamos duas opções. Uma seria rebaixar o lençol freático, uma solução para o longo prazo. A outra, a construção de uma grande laje (embaixo do gramado). Ambas são inviáveis", alerta Moreno.

O caráter taxativo da afirmação evidencia que, se a Fifa insistir com sua demanda, o cronograma de entrega do Maracanã pode sofrer novo atraso e o orçamento certamente inflaria mais uma vez - a necessidade da construção de uma nova cobertura, definida no ano passado, esticou o prazo inicial de entrega de dezembro deste ano para fevereiro de 2013, além do aumento do custo de R$ 705 milhões para os atuais R$ 859 milhões.

Apesar do impasse, Moreno ressalta que as discussões caminham para um consenso e que ainda há tempo para a definição tanto dessa questão quanto da escolha dos assentos dos variados setores e dos equipamentos de iluminação.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso