X
X

Diário da Região

18/02/2015 - 00h45min

La Paz

Inter tem 'apagão' no início e perde do The Strongest em estreia na Libertadores

La Paz


Punido principalmente por causa de um primeiro tempo muito ruim, o Inter caiu por 3 a 1 diante do The Strongest, na noite desta terça-feira, no Estádio Hernando Siles, em La Paz, na Bolívia, em sua estreia na Copa Libertadores. O jogo fechou a primeira rodada do Grupo 4 da competição continental, que horas mais cedo teve a vitória do Emelec, do Equador, sobre a Universidad de Chile, por 1 a 0, em Santiago.

Atuando na temida altitude de 3,6 mil metros de La Paz, o Inter tentou tomar a iniciativa de ir ao ataque no início do jogo, mesmo escalado com uma formação muito cautelosa, com apenas Nilmar mais à frente. E foi pelos pés do atacante que o time perdeu a chance de abrir o placar já aos 4 minutos, quando o rápido jogador passou por três marcadores, invadiu a área e chutou para Vaca defender.

E o erro de Nilmar acabou cobrando o seu preço já aos 10 minutos. Torrico fez boa jogada pela esquerda e tocou para Pablo Escobar, que passou para trás para Cristaldo. O meio-campista recebeu, girou na frente da marcação e bateu. O goleiro Alisson defendeu, mas deu rebote para Chumacero, que da pequena área finalizou para as redes.

O Inter sentiu o peso do gol sofrido no início e teve um pane defensiva em seguida. Já aos 14 minutos, a zaga deu mole na marcação, Pablo Escobar dominou na entrada da área e arriscou o chute cruzado. No meio do caminho estava Ramallo, que dominou na cara de Alisson e teve tranquilidade para fazer 2 a 0.

O segundo gol deixou o Inter ainda mais desestruturado em campo. O time não conseguia jogar e passou a sofrer forte pressão da equipe boliviana, que desperdiçou boas oportunidades de ampliar. Vendo que sua equipe não engrenava, o técnico Diego Aguirre resolveu sacar o meio-campista Anderson, reforço que fazia sua estreia como titular, mas não suportou os efeitos da altitude e deu lugar ao atacante Vitinho.

Sem ar, Anderson logo em seguida foi visto usando um balão de oxigênio no banco de reservas. E naquele momento o Inter já torcia para que a primeira etapa acabasse logo e Aguirre tentasse reorganizar o time para o segundo tempo.

REAÇÃO E DECEPÇÃO - E logo no segundo minuto do período derradeiro do confronto a equipe colorada deu esperança para a sua torcida. Após cruzamento de D'Alessandro, Nilton desviou de cabeça e a bola bateu no braço de um defensor do The Strongest. O árbitro marcou pênalti, que o meia argentino bateu com perfeição no ângulo esquerdo de Vaca.

O Inter melhorou de forma considerável no segundo tempo e por muito pouco não empatou o jogo. Primeiro aos 10 minutos, após falta cobrada por D'Alessandro, Alan Costa cabeceou e viu Vaca espalmar para escanteio. Depois, aos 23 minutos, Vitinho acertou o travessão do gol boliviano após um cruzamento de Sasha.

O The Strongest, porém, seguia sempre muito perigoso quando ia ao ataque e tinha mais volume de jogo. E ele ficou ainda maior na parte final do segundo tempo, quando os jogadores colorados sofriam demais com a altitude.

E, de tanto insistir, o time boliviano acabou achando o terceiro gol aos 40 minutos. Pablo Escobar dominou a bola pela direita na entrada da área e deu passe preciso nas costas dos defensores do Inter, que vacilaram na marcação e viram Chumacero receber livre, passar por Alisson e tocar para o gol vazio.

Para complicar de vez a vida do Inter, Nilmar ainda foi expulso aos 43 minutos após dar uma solada desnecessária em Wayar. O árbitro aplicou o cartão vermelho de forma direta ao atacante.

No finalzinho, Pablo Escobar ainda quase ampliou de cabeça, mas a vitória já estava mais do que assegurada para o The Strongest, que voltará a jogar agora pela Libertadores no próximo dia 24, contra o Emelec, no Equador. Já o Inter terá a chance de se redimir da derrota desta terça no dia 26, contra a Universidad de Chile, no Beira-Rio, em Porto Alegre.

FICHA TÉCNICA

THE STRONGEST 3 x 1 INTER

THE STRONGEST - Daniel Vaca; Diego Wayar, Germán Centurión, Fernando Martelli e Jair Torrico; Raúl Castro, Veizaga, Chumacero (Maximiliano Bajter) e Ernesto Cristaldo (Nelvin Soliz); Rodrigo Ramallo (Abel Méndez) e Pablo Escobar. Técnico: Néstor Craviotto.

INTER - Alisson; Léo, Alan Costa, Ernando e Fabrício; Nilton, Aránguiz, Anderson (Vitinho), D'Alessandro e Eduardo Sasha (Rafael Moura); Nilmar. Técnico: Diego Aguirre.

ÁRBITRO - Adrián Vélez (COL).

CARTÕES AMARELOS - Alan Costa, Fabrício e Nilton (Inter); Veizaga e Germán Centurión (The Strongest).

CARTÃO VERMELHO - Nilmar (Inter).

GOLS - Chumacero, aos 10 do primeiro e aos 40 minutos do segundo tempo; Ramallo, aos 14 do primeiro, e D'Alessandro (de pênalti), aos 3 do segundo.

PÚBLICO E RENDA - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Hernando Siles, em La Paz (BOL).

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso