X
X

Diário da Região

27/11/2015 - 13h57min

Ghent, Bélgica

Goffin bate britânico com grande virada e Bélgica sai na frente na final da Davis

Ghent, Bélgica

Com uma forte virada, David Goffin colocou a Bélgica em vantagem sobre a Grã-Bretanha na abertura da final da Copa Davis, nesta sexta-feira. Jogando em casa, no saibro de Ghent, o belga precisou mostrar todo seu poder de reação para superar o jovem Kyle Edmund, atual número 100 do ranking, por 3 sets a 2, com parciais de 3/6, 1/6, 6/2, 6/1 e 6/0, em 2h47min de confronto. O triunfo deixou a Bélgica com 1 a 0 na série melhor-de-cinco jogos deste confronto decisivo da Davis. Na sequência, Andy Murray poderá empatar o duelo se confirmar o favoritismo sobre o local Ruben Bemelmans, 108º do ranking. Vice-líder da lista da ATP, Murray é a grande esperança britânica para encerrar um jejum de 78 anos sem títulos na Davis. Favorito no primeiro jogo desta sexta e contando com apoio maciço da torcida, Goffin deu um susto em seus compatriotas nos dois primeiro sets da partida. O 16º tenista do mundo abusou dos erros, em saques e jogadas de fundo de quadra, e favoreceu o bom rendimento de Kyle Edmund, que, com seus 20 anos, jogava sem pressão, apesar de estrear na Davis logo em uma final. E o jovem britânico não desperdiçou suas oportunidades. Faturou duas quebras de saque no set inicial e surpreendeu a própria equipe britânica. No segundo, ao contrário do que esperava a torcida, Edmund cresceu ainda mais na partida, diante das oscilações de Goffin. Obteve outras três quebras e não teve seu saque ameaçado. Fechou a segunda parcial em apenas 27 minutos. Foi somente no terceiro set que Goffin "acordou" para o jogo. Ele se impôs no saque do rival no terceiro game e abriu 2/1, encaminhando a vitória no equilibrado set. Na parcial seguinte, Kyle já dava sinais de cansaço. Goffin enfrentava menor resistência e o empate parecia questão de tempo. O belga venceu o quarto set com três quebras e sem ter o serviço ameaçado. Antes de começar a quinta parcial, a torcida já vibrava com a possibilidade de virada de Goffin. Do outro lado, o jovem britânico demonstrava abatimento físico e mental. Goffin, então, aproveitou o momento favorável e aplicou um "pneu" na pouco experiente Edmund, que praticamente não ofereceu resistência nos games finais. Foi a primeira vez que o belga conseguiu virar um jogo na carreira após perder os dois primeiros sets.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso