Diário da Região

18/10/2011 - 14h13min

Guadalajara

Fora do Pan, Jaqueline chora ao falar de seu novo drama

Guadalajara

Ainda com o colar cervical, Jaqueline falou à imprensa pela primeira vez após o acidente que a tirou dos Jogos Pan-Americanos e da Copa do Mundo, esta última competição que será realizada no próximo mês. Bastante emocionada com o apoio recebido dos brasileiros, a ponteira chegou às lágrimas ao falar do ano difícil que vem enfrentando e da preocupação em tranquilizar a família. Apesar da emoção, a atleta fez piada antes de deixar a coletiva realizada no Hospital Real San José, em Zapopan, onde passou uma noite em observação e realizou exames. "Vou só limpar as lágrimas pra tentar sair daqui bonitinha, porque ninguém merece."

"Não é fácil passar pelo o que eu passei, pelo que eu estou passando", disse a jogadora, que neste ano foi submetida a uma cirurgia no joelho esquerdo, teve uma gravidez encerrada com um aborto espontâneo e, agora, sofreu a lesão na coluna cervical, ocorrida durante a estreia do Brasil no Pan, contra a República Dominicana. "Quero falar para quem está no Brasil, porque sei que a repercussão muito grande, que eu não sabia que eu era tão querida. Eu estou muito feliz, apesar de tudo o que estou passando na minha vida."

De acordo com os médicos do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), João Grangeiro, e da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), Julio Nardelli, Jaqueline está bem clinicamente e o seu retorno ao Brasil depende apenas da logística - seu estado de saúde permitiria que ela fosse nesta terça-feira ao Brasil, se assim desejasse. Mas faltam voos para que ela retorne.

Jaqueline deve ficar pelo menos seis semanas em repouso e com o colar cervical. "Este colar é o remédio dela", disse Nardelli. "É isso o que ela tem que usar para que o ligamento cicatrize direitinho. É inconveniente, é chato, incomoda, tem até que dormir com ele." O médico da CBV aposta que Jaqueline já voltará a jogar ainda este ano. "Ela, como atleta, tem uma recuperação mais rápida que o restante da população."

O técnico José Roberto Guimarães afirma que não desistiu totalmente da ideia de contar com Jaqueline na Copa do Mundo, mês que vem. E a jogadora mostrou gratidão ao apoio dado pelo comandante da seleção feminina. "O Zé é uma pessoa que não desiste fácil. Até o último momento, ele vai tentar. Em nenhum momento ele desistiu de mim, nem antes, quando eu perdi meu bebê. Ele sempre esteve comigo para que eu voltasse e eu voltei bem, por incrível que pareça. Ele fala isso porque tem confiança em mim."

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso