X

Diário da Região

01/06/2015 - 18h32min

Zurique

Fifa afasta secretário-geral da Concacaf envolvido em suborno

Zurique

O Comitê de Ética da Fifa anunciou nesta segunda-feira a suspensão do secretário-geral da Concacaf, o colombiano Enrique Sanz, que está impedido de exercer qualquer atividade relacionada ao futebol. A punição está relacionada ao escândalo de corrupção deflagrado na semana passada, mas a Fifa não explicou os motivos exatos da suspensão. Sanz não tem seu nome mencionado na investigação da Justiça norte-americana, mas sua descrição corresponde à de um "co-conspirador" envolvido em subornos na época em que era vice-presidente da Traffic USA. Saez, que nasceu na Colômbia mas é cidadão norte-americano e cresceu em Miami, assumiu como secretário-geral da Concacaf em julho de 2012. Naquele ano, a empresa pagou 3 milhões de dólares a um dirigente de nome não revelado, vice-presidente da Fifa e membro do comitê executivo, pelo que acusa a Justiça dos EUA. Por conta dessa suspeita de suborno, o atual presidente da Traffic USA, Aaron Davidson, é o primeiro acusado que responde formalmente em uma corte dos Estados Unidos. Ele está suspenso na Fifa e na Liga de Futebol da América do Norte (NASL), do qual era presidente. O suborno gerou um contrato de 24 milhões de dólares para a empresa de Davidson, que adquiriu os direitos de transmissão das Eliminatórias da Copa. Quando assumiu a secretaria-geral da Concacaf, Saez foi elogiado pelo presidente Jeffrey Webb, que disse, na ocasião, que Sanz era um profissional com "competência e integridade" para fazer uma limpeza geral na confederação. Webb é uma das sete pessoas presas na operação da polícia da Suíça, à pedido da Justiça dos Estados Unidos, envolvidas no escândalo de corrupção. Na quinta-feira, a Concacaf anunciou o afastamento de Webb e de Eduardo Li, o líder da federação costarriquenha e candidato da Concacaf para integrar o Comitê Executivo da Fifa. Sanz recebeu uma licença. O hondurenho Alfredo Hawit assumiu a presidência do organismo gestor do futebol na América Central, do Norte e no Caribe, e o norte-americano Ted Howard substitui Sanz nas funções administrativas. A Traffic Sports USA tem sede em Miami e se dedica a promover eventos de futebol na América do Norte, América Central e no Caribe. Davidson é parceiro de J. Hawilla, fundador da Traffic, empresa de marketing esportivo. O brasileiro confessou quatro crimes à Justiça americana: extorsão, conspiração por fraude eletrônica, lavagem de dinheiro e obstrução da Justiça.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso