Diário da Região

26/04/2006 - 09h04min

Libertadores

Corinthians encara o River para acabar com tabu

Libertadores

Gazeta Press Mascherano (esq.) conversa com Carlos Alberto durante treino
Mascherano (esq.) conversa com Carlos Alberto durante treino
O Corinthians nunca somou pontos atuando na Argentina pela Taça Libertadores. Foram três jogos, ambos pela oitavas-de-final, como agora, três derrotas e oito gols sofridos. A partir de hoje, às 21h45, no Monumental de Nuñez, em Buenos Aires, jogadores, dirigentes e comissão técnica apostam que vão começar a mudar este incômodo retrospecto. No primeiro encontro do time com Daniel Passarella após sua demissão do Parque São Jorge, a ordem é ter calma, evitar a catimba e, jogando bola, trazer pelo menos um empate diante do River, algoz de 2003. O objetivo da equipe corintiana é voltar para o Brasil sem pressão e jogar no Pacaembu com a classificação já bem próxima, apenas para confirmar o favoritismo. Antes do River em 2003, quando perdeu por 2 a 1 em Buenos Aires, o Corinthians já havia caído diante do Boca Juniors (3 a 1 em 1991) e contra o Rosario Central (3 a 2 em 2000). ?Se nunca ganhamos aqui, agora vamos. Iremos ficar perto da vaga?, esbanja sua tradicional confiança o técnico Ademar Braga. ?Mas o empate também é um grande resultado.

Se fizermos 2 a 2 aqui e 0 a 0 em casa, estarei satisfeito e o time, classificado. Libertadores não vale espetáculo e sim vaga.? O gol fora de casa pesa na hora do desempate. Aos 61 anos, Ademar carrega uma de suas mais tristes lembranças justamente diante de argentinos. ?Não quero que o Corinthians repita o Brasil da Copa de 1990 (na Itália). Lembro como se fosse hoje, perdemos uns cinco ou seis gols, a Argentina veio num único ataque, fez 1 a 0, ganhou o jogo e levou a vaga. E a gente?? Na época, ele era observador da seleção brasileira. ?Agora temos pequena vantagem de decidir em casa. Precisamos mantê-la. Por isso, nada de time afoito, desorganizado?, afirmou. Mascherano, ex-River reconhece um certo incômodo ao reencontrar o clube pelo qual foi revelado. ?É uma sensação bastante estranha. Jamais pensei que isso fosse acontecer um dia, mas sou jogador profissional, hoje defendo o Corinthians e vou procurar fazer o máximo para classificar a equipe?, disse.

Ficha técnica:


River Plate
Germán Lux; Talamonti, Cáceres e Tula; Ferrari, Santana, Ahumada, Gallardo e Domínguez; Aban e Farias (Oberman). Técnico: Daniel Passarella.

Corinthians
Sílvio Luiz; Coelho, Marcus Vinícius, Betão e Rubens Júnior; Marcelo Mattos, Mascherano, Ricardinho e Carlos Alberto; Tevez e Nilmar. Técnico: Ademar Braga.

>> Juiz: Carlos Amarilla (Paraguai). Local: Monumental de Nuñez, em Buenos Aires, Argentina, às 21h45 (de Brasília).

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso