X
X

Diário da Região

07/04/2016 - 00h00min

Libertadores

Corinthians e Palmeiras empatam fora de casa

Libertadores

Agustin Marcarian/AP Gabriel Jesus fez dois gols para o Verdão, mas acabou expulso no segundo tempo
Gabriel Jesus fez dois gols para o Verdão, mas acabou expulso no segundo tempo

Elias deixou o Corinthians muito perto das oitavas de final da Libertadores. Quando o volante apareceu no jogo e fez o gol de empate contra o Santa Fe (1 a 1), em Bogotá, o time de Tite praticamente selou a vaga. Com dez pontos, o alvinegro mantém a primeira posição do Grupo 8, o que lhe dá uma tranquilidade considerável para encerrar a fase de classificação, em Itaquera, dia 20, contra já eliminado Cobresal, do Chile.

Um empate neste duelo já assegura os corintianos na próxima etapa. Dependendo dos outros resultados do grupo, a vaga pode vir até mesmo com uma derrota porque Cerro Porteño e Santa Fe se enfrentam na última rodada. Antes, o Cerro, com um jogo a menos, encara o lanterna Cobresal no Chile. O gol foi uma vitória pessoal de Elias, que ficou 50 dias parado depois de sofrer uma contusão grave na perna esquerda.

Ele ficou de fora até dos últimos dois jogos da Seleção pelas Eliminatórias da Copa e só retornou ao time no domingo, na derrota para o Palmeiras (1 a 0). Visivelmente ainda estava sem ritmo de jogo. Nesta quarta-feira, já mostrou evolução, principalmente no segundo tempo, quando o Corinthians melhorou como equipe. Elias deixou o time mais solto e foi elemento surpresa no ataque, como no lance do gol, numa jogada que é sua especialidade.

A etapa final mostrou um outro Corinthians. Longe do ideal, mas superior ao time da primeira etapa, quando foi lento e sem criatividade. Antes ou depois do ‘apagão’ no El Campín - o jogo ficou paralisado 13 minutos por falta de luz. O Santa Fe buscou jogo. Atacou pelos lados, pelo meio e arriscou chute de longa distância. Foi assim que o time da Colômbia abriu o placar, aos 34 minutos da etapa inicial, com Otero.

Independiente de Santa Fé 1 X 1 Corinthians

Ficha técnica:

Independiente de Santa Fé

Zapata; Otálvaro, Valencia, Yerry Mina e Tesillo; Anchico (Omar Pérez), Gordillo, Jonathan Gómez e Seijas; Perlaza (Salazar) e Otero (Rojas). Técnico: Alexis García.

Corinthians

Cássio; Fágner, Felipe, Yago e Uendel; Elias (Edilson), Bruno Henrique, Guilherme (Maycon) e Giovanni Augusto; Lucca (Romero) e André. Técnico: Tite.

Gols: Otero aos 34 minutos do primeiro tempo e Elias aos 12 minutos do segundo tempo. Árbitro: Néstor Pittana (Argentina). Renda e público: não divulgados. Local: estádio El Campín, em Bogotá, na Colômbia, nesta quarta-feira à noite.

 

Palmeiras

O Verdão lutou muito e incorporou o espírito de luta necessário para a difícil missão na Argentina, pela Libertadores. Ainda assim, não foi suficiente para sair de um empate com o Rosario Central em 3 a 3 e nem evitar a situação difícil que vive no grupo. Falta apenas uma rodada para o encerramento e o compromisso restante é em casa, com o River Plate, do Uruguai. Uma vitória não basta. Será preciso torcer por uma combinação de resultados, a começar pelo confronto desta quinta-feira, entre o próprio River e o Nacional do Uruguai.

O time paulista terminou com um a menos, dois jogadores machucados e a sensação que, por ter ficado duas vezes em vantagem, merecia a vitória. O eletrizante jogo em Rosario mudava de ciclo a cada gol. A luta inglória do Palmeiras para evitar a eliminação teve como personagem Gabriel Jesus. O atacante de 19 anos mostrou no mesmo jogo como é um jovem talentoso, mas inexperiente. Fez dois gols, chutou bola na trave e depois foi expulso ao agredir adversário infantilmente no segundo tempo.

O desafio para se manter vivo obrigava a vencer um rival que não perdia em casa desde novembro de 2014. A tarefa motivou o Palmeiras a mudar a formação. O técnico Cuca apostou em três zagueiros e tirou Zé Roberto do time. Lucas Barrios fez o terceiro gol da equipe esmeraldina, que já estava com a menos em campo. Donatti, de falta, Cervi e Rubén, de pênalti, marcaram os gols do time argentino. Os minutos finais foram de um Palmeiras acuado. Prass salvou o time, enquanto o sonho de um contra-ataque salvador não se concretizou.

Rosario Central 3 X 3 Palmeiras

Ficha técnica:

Rosario Central

Sosa; Salazar, Pinola, Donatti e Álvarez (Becker); Damián Musto, Colman (Fernandez) Franco Cervi e Giovani Lo Celso; Rubén e Germán Herrera. Técnico: Eduardo Coudet.

Palmeiras

Fernando Prass; Edu Dracena, Vitor Hugo e Thiago Martins; Jean, Gabriel (Lucas), Matheus Sales, Robinho (Zé Roberto) e Egídio; Alecsandro (Barrios) e Gabriel Jesus. Técnico: Cuca.

Gols: Gabriel Jesus aos 4 e aos 44, Donatti aos 32 minutos do primeiro tempo. Cervi aos 5, Rubén (pênalti) aos 21 e Barrios aos 31 minutos do segundo tempo. Árbitro: Roddy Zambrano (Equador). Expulsão: Gabriel Jesus. Renda e público: não divulgados. Local: estádio Gigante de Arroyito, em Rosario, na Argentina, nesta quarta-feira.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso