X
X

Diário da Região

14/10/2015 - 23h04min

São Paulo

Com 2 de Clayton, Figueirense faz 3 a 0 no Flamengo e deixa zona de rebaixamento

São Paulo

Depois de uma sequência de nove jogos sem vitória, o Figueirense emplacou na noite desta quarta-feira seu segundo triunfo seguido no Brasileirão ao aplicar 3 a 0 no apático Flamengo, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. Clayton, autor de dois gols, foi o grande nome da partida, válida pela 30ª rodada. As duas vitórias consecutivas vieram em boa hora para o time catarinense, que conseguiu deixar a zona de rebaixamento. Saltou da 18ª para a 15ª colocação, agora com 34 pontos. Já o Flamengo, sem Paolo Guerrero, estacionou nos 44 pontos, mais distante do G4 da tabela. O atacante peruano ficou de fora porque defendeu sua seleção na derrota para o Chile, na noite de terça-feira, em duelo válido pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo. Nesta quarta, ele não ficou nem no banco de reservas. Paulinho, Emerson e Kayke formaram o trio ofensivo rubro-negro. O JOGO - A paralisação do Campeonato Brasileiro fez bem ao Figueirense. Efetivado no fim de setembro, o técnico Hudson Coutinho teve tempo para ajustar a equipe, deixando-a mais próxima do que era sob o comando de Argel Fucks. E, jogando no estilo do seu ex-treinador, o Figueirense esbanjou preparo físico e forte marcação nos primeiros minutos da partida. O ímpeto dos anfitriões rapidamente se transformou em pressão, em razão da presença constante no ataque. Foram duas boas chances de gol em menos de dez minutos de jogo. Aos 6, Paulo Victor deu rebote dentro da pequena área e Yago não aproveitou. Na sequência, Clayton finalizou para fora após cobrança de escanteio. De um lado, o Figueirense tentava acelerar a partida. Do outro, o Flamengo queria cadenciar. E, neste duelo de estratégias, o time catarinense levou a melhor ao alcançar seu objetivo aos 21 minutos. Clayton tabelou com Yago, após erro da defesa carioca, e bateu na saída de Paulo Victor: 1 a 0. Sem reduzir o ritmo, o Figueirense teve chances de ampliar o placar com Leandro Silva e Bruno Alves, aos 31. Acuado e apático, o Flamengo só apareceu no ataque em duas oportunidades, em uma finalização de fora da área, de Kayke, sem perigo. E, aos 42, quando Canteros bateu forte e Muralha defendeu. O time carioca não tentou reagir nem mesmo quando o Figueirense demonstrava certo cansaço em razão da correria dos primeiros minutos. Somente a conversa de Oswaldo de Oliveira no intervalo fez o Flamengo entrar no jogo no segundo tempo. As duas boas oportunidades criadas nos primeiros minutos aumentaram a expectativa da torcida carioca. Aos 6, Kayke teve chance para levar perigo mas cabeceou para fora. Três minutos depois, Everton acertou forte chute e exigiu boa defesa de Alex Muralha. Mas foi apenas um rompante ofensivo dos visitantes. Mesmo longe de empolgar a torcida nos últimos jogos, Guerrero fazia falta. Paulinho estava apagado e Emerson representava a apatia de toda a equipe. Somente Kayke tomava iniciativa no ataque rubro-negro. Enquanto o Flamengo penava para agilizar meio-campo e ataque, o Figueirense encontrava brechas para ameaçar o gol de Paulo Victor. E, num avanço de Juninho pela esquerda, a defesa carioca dividiu na pequena área e Clayton, bem posicionado, só cutucou para as redes, aos 20 minutos. Diante de tal desvantagem, Oswaldo resolveu sacar Emerson e Paulinho. Colocou Almir e Gabriel em campo e o Flamengo ganhou consistência no meio-campo. O time passou mais tempo no ataque, porém sem criar chances mais agudas. Para dificultar, sofria com a marcação catarinense, que tinha até seus três atacantes em campo auxiliando na contenção. Nos minutos finais, o Figueirense contava com Thiago Santana, Dudu e Clayton no ataque, envolvendo o rival também no campo de defesa. No ataque, Clayton lançou Leandro Silva pela direita e, depois de um erro feio da zaga rubro-negra, Dudu aproveitou a oportunidade e teve calma para finalizar no canto e sacramentar a segunda vitória seguida do Figueirense no Brasileirão. Os catarinenses tentarão o terceiro triunfo no fim de semana, no clássico local com o Joinville, sábado, na casa do rival. O Flamengo vai receber o Internacional, domingo, no Maracanã. FICHA TÉCNICA: FIGUEIRENSE 3 x 0 FLAMENGO FIGUEIRENSE - Alex Muralha; Leandro Silva, Thiago Heleno, Bruno Alves e Juninho (Marquinhos Pedroso); João Vitor, Fabinho, Yago (Bruno Dybal) e Rafael Bastos (Thiago Santana); Dudu e Clayton. Técnico: Hudson Coutinho. FLAMENGO - Paulo Victor; Pará, Samir, César Martins e Éverton; Márcio Araújo, Canteros (Matheus Sávio) e Alan Patrick; Paulinho (Almir), Emerson (Gabriel) e Kayke. Técnico: Oswaldo de Oliveira. GOLS - Clayton, aos 21 minutos do primeiro tempo. Clayton, aos 20, e Dudu, aos 42 minutos do segundo tempo. CARTÕES AMARELOS - Thiago Heleno, Emerson. ÁRBITRO - Anderson Daronco (Fifa/RS). RENDA - R$ 458.380,00. PÚBLICO - 12.820 pagantes (13.378 no total). LOCAL - Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC).

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso