X
X

Diário da Região

22/04/2015 - 09h21min

Fuzhou

Circuito Mundial de Vôlei de Praia começa com busca por vaga olímpica

Fuzhou

O Circuito Mundial de Vôlei de Praia começa nesta quinta-feira, em Fuzhou (China), sem a participação de nenhuma das principais duplas do País. E assim deverá acontecer em todas as etapas Open, como a primeira da temporada. Afinal, o foco está totalmente no ranking olímpico brasileiro, que só vai considerar os resultados das etapas dos nove principais eventos - cinco etapas de Grand Slam agora são chamadas de 'Major Series', as demais quatro seguem com a antiga denominação. As quatro principais duplas do Brasil no masculino e no feminino terão preferência pela inscrição durante todo o Circuito Mundial, com três delas (por naipe) tendo os custos pagos pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV). Outras duplas também podem se inscrever, partindo do country-cota e tendo que passar pelo qualifying. As etapas de Open valem pontos para o ranking olímpico da Federação Internacional de Vôlei (FIVB), que vai apontar os países classificados para 2016. Como o Brasil já tem vagas asseguradas, entretanto, vai utilizar seu próprio ranking para definir seus representantes. A parceria primeira colocada no ranking olímpico brasileiro tanto ao fim da temporada, tanto no masculino quanto no feminino, vai disputar os Jogos Olímpicos do Rio-2016. Já a segunda colocada desta lista terá a preferência pela segunda vaga. Assim, as principais duplas brasileiras devem se poupar do desgaste de longas viagens para etapas que não valem pontos para o ranking olímpico nacional. Em Fuzhou, uma amostra do que deverão ser os Open: parcerias de menor expressão buscando pontos no ranking mundial, para chegar em melhor posição para brigar por vaga nas etapas de Grand Slam e Major. Na terça-feira, os veteranos Bruno (36 anos) e Hevaldo (35) furaram o quali com duas vitórias, sobre Jefferson Santos/Cherif Younousse (Catar) e Jan Dumek/Robert Kufa (República Checa). Já no feminino o qualifying foi disputado nesta quarta-feira. Jogando juntas pela primeira vez, Lili e Carol Horta também ganharam os dois jogos que fizeram, passando por Gruszczynska/Baran (Polônia) e Lobato/Soria (Espanha). Lili havia retomado, no segundo semestre do ano passado, a dupla com Rebecca, promissora jogadora de 21 anos que ficou um tempo afastada por gravidez. Nesse meio tempo, jogou com Duda, de apenas 16, grande revelação do vôlei de praia brasileiro. Quando Lili retomou a dupla com Rebecca, Duda passou a jogar com Carol Horta. Agora, tudo foi novamente trocado, apesar de tanto Lili quanto Carol jogarem como bloqueadoras. A CBV não informou se Duda e Rebecca atuarão juntas. Ambas são defensoras.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso