Diário da Região

27/11/2012 - 16h35min

São Paulo

Bruno Senna quer ficar na Williams, mas admite 'plano B'

São Paulo

NULL Inflamação das paredes das artérias pode evoluir para aneurisma
Inflamação das paredes das artérias pode evoluir para aneurisma

Dois dias depois de amargar uma decepcionante batida que o tirou do GP do Brasil de Fórmula 1 após a largada da prova, Bruno Senna afirmou nesta terça-feira, durante evento de um dos seus patrocinadores em São Paulo, que pretende seguir pilotando pela Williams em 2013, mas admitiu já estar negociando um possível "plano B" para o caso de ser dispensado pela escuderia inglesa.

Com 31 pontos, o brasileiro terminou o Mundial de F1 na 16.ª posição, logo atrás do seu companheiro de equipe, o venezuelano Pastor Maldonado, que somou 45, e agora admite que poderá perder o seu posto de piloto titular para Valtteri Bottas, hoje reserva da Williams. O finlandês participou com frequência de treinos livres das provas desta temporada e tem como trunfo o fato de ser gerenciado diretamente por Toto Wolff, acionista e diretor executivo da escuderia.

"Estamos na batalha mesmo. Assim que vimos que tinha uma tendência do Bottas na equipe, e a batalha está forte lá dentro, vimos que precisávamos de um plano B porque não dá para esperar até o final (do ano) para ver se vai ou não dar certo. No mundo ideal, gostaria de continuar na Williams, porque acredito que a continuidade é importante. Mas, se não tiver que ser ali, vai ser em outro lugar", admitiu o brasileiro.

Bruno Senna, porém, não perdeu a esperança de ser mantido como titular da Williams para 2013. "Estamos no páreo com o Bottas, mas, ao mesmo tempo, estou negociando com outros lugares para garantir uma vaga no ano que vem", disse o piloto, sem revelar com quais equipes estaria tratando uma possível transferência para a próxima temporada.

Já ao ser questionado sobre a possibilidade de ir correr na Fórmula Indy em caso de não conseguir permanecer na F1 como piloto titular, Bruno Senna disse que descartou a categoria norte-americana pelo fato de que familiares não aprovariam, entre eles principalmente a sua mãe, Viviane Senna, a sua participação em provas de circuitos ovais, normalmente muito velozes e perigosos.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso