X
X

Diário da Região

21/04/2015 - 17h44min

São Paulo

Bayern de Munique massacra Porto e vai à semifinal da Liga dos Campeões

São Paulo

Sem se abater com a derrota do jogo de ida, o Bayern de Munique mostrou força nesta terça-feira ao reverter a vantagem do Porto com um massacre na Allianz Arena. Lembrando a goleada da Alemanha sobre a seleção brasileira na Copa do Mundo, o time alemão aplicou 6 a 1 na apática equipe portuguesa e avançou às semifinais da Liga dos Campeões, mesmo sem contar com estrelas como Frank Ribéry e Arjen Robben, ambos machucados. Com a grande exibição, o Bayern apagou de vez a fraca atuação da primeira partida, na qual foi derrotado por 3 a 1, após falhas seguidas da defesa. Um dos vilões daquele jogo, o brasileiro Dante, também presente na goleada da Alemanha sobre o Brasil, foi reserva e só entrou em campo nos instantes finais da partida. Sen Ribéry, Robben e Bastian Schweinsteiger, que nem saiu do banco, o Bayern foi liderado nesta terça por Thiago Alcântara, filho do brasileiro Mazinho. Ele foi o autor do primeiro gol da partida e participou dos principais lances ofensivos dos anfitriões. Só não ofuscou o atacante Robert Lewandowski, responsável por dois gols deste grande triunfo. O JOGO - O Bayern entrou em campo nesta terça com a missão de vencer o Porto por ao menos dois gols de diferença. Mas precisou de apenas 21 minutos em campo para neutralizar o triunfo obtido pelos portugueses na ida. E de 45 minutos para massacrar e acabar com as esperanças de classificação dos rivais. Os alemães construíram o placar de 5 a 0 na etapa inicial com facilidade, diante de um Porto que não lembrou nem um pouco o adversário do primeiro jogo. Uma breve análise nas estatísticas comprovava o domínio contundente dos anfitriões. O Bayern registrou 63% de posse de bola e acertou 11 finalizações, contra nenhuma dos visitantes. O "baile" teve início com três gols marcados em jogadas aéreas. Na primeira, Thiago Alcântara escorou de cabeça e abriu o placar aos 13 minutos. O segundo gol, aos 21, veio em cabeçada do zagueiro Jérôme Boateng, após cobrança de escanteio na área. E Robert Lewandowski, aos 26, completou para as redes a investida de Philipp Lahm pela direita. A boa folga no placar já obrigava o Porto a marcar pelo menos três gols para igualar o placar do jogo de ida e levar o confronto para a prorrogação. Apesar da vantagem, o Bayern seguia pressionando no ataque. Do outro lado, o Porto não escondia o abatimento, à semelhança da seleção brasileira na fatídica eliminação na Copa do Mundo. Não por acaso muitos dos jogadores que estavam em campo naquela semifinal também fizeram a diferença nesta terça. Como Thomas Müller, autor do quarto gol dos alemães. Aos 35, ele bateu rasteiro e sem muita força de fora da área e contou com desvio na zaga para tirar a bola do goleiro. Com a bola na rede, o Bayern anotava seu quarto gol em 20 minutos. E, depois de mostrar superioridade na bola aérea, o time da casa exibia força também nas trocas de passe. Assim, chegava com facilidade na área portuguesa. De pé em pé, a bola chegou a Lewandowski, que finalizou rasteiro no canto. Foi seu segundo gol na partida. Como aconteceu na semifinal da Copa, o time alemão encerrou o primeiro tempo com o convincente placar de 5 a 0. E, lembrando novamente aquele duelo no Mundial, os alemães desaceleraram na volta para o segundo tempo. O Bayern levou perigo pela primeira vez na etapa final em lance do brasileiro Maicon, que quase marcou contra. Então apático em campo, o Porto passou a acertar melhor a marcação no segundo tempo e teve um lampejo de bom futebol a partir dos 25 minutos, principalmente com Jackson Martínez. O colombiano acordou o time visitante e esquentou o jogo ao descontar aos 27, em cabeçada na pequena área, após cruzamento da direita. Dois minutos depois, ele bateu com perigo da entrada da área e viu a bola passar rente à trave direita de Neuer. Martínez, contudo, era a exceção do Porto na Allianz Arena. Os demais paravam facilmente na defesa alemã e pouco arriscavam no ataque. Casemiro, destaque do time em jogos anteriores da Liga, teve desempenho discreto. Para piorar, o zagueiro Marcano foi expulso nos minutos finais e acabou com qualquer chance de reação do Porto, que ainda precisava de dois gols para igualar o confronto. Contagem que foi neutralizada pelo sexto gol do Bayern, aos 43 minutos, em perfeita cobrança de falta de Xabi Alonso. Foi a jogada que selou a goleada e a superioridade dos anfitriões em campo. Agora, o time do técnico Josep Guardiola aguarda o sorteio de sexta-feira para conhecer seu adversário na semifinal.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso