X
X

Diário da Região

21/04/2015 - 18h48min

Liga dos Campeões

Barcelona e Bayern estão na semifinal

Liga dos Campeões

Manu Fernandez/AP 21/4/2015 Neymar e Daniel Alves comemoram o segundo gol do Barça (foto: Manu Fernandez/AP)
Neymar e Daniel Alves comemoram o segundo gol do Barça (foto: Manu Fernandez/AP)

Depois de ter conquistado larga vantagem no duelo de ida das quartas de final, no jogo no qual Suárez deu show com dois golaços na vitória por 3 a 1, na França, o Barcelona voltou a vencer o Paris Saint-Germain nesta terça-feira, no Camp Nou, desta vez por 2 a 0, para ir às semifinais da Liga dos Campeões. Os dois gols da partida foram marcados por Neymar, já no primeiro tempo, sendo que o brasileiro já havia feito o primeiro de sua equipe no confronto realizado na capital francesa na semana passada. 

O fato de o brasileiro ter balançado as redes por duas vezes já com 33 minutos de jogo nesta terça tornou a partida um verdadeiro amistoso de luxo para o Barça, que passou a jogar em ritmo de treino e sem grandes preocupações, pois sabia que o rival precisaria fazer quatro gols para ir à próxima fase.

Nem a volta de Ibrahimovic, que não atuou no confronto de ida do mata-mata por estar suspenso, foi suficiente para dar ao PSG alguma chance de ameaçar a classificação do Barça. Classificação que o próprio técnico Laurent Blanc admitiu, um dia antes da partida, que estava praticamente decretada antes de a bola rolar, tamanho o favoritismo do time espanhol após o placar obtido na partida de ida.

E o favoritismo começou a se transformar em realidade ainda mais evidente aos 13 minutos do primeiro tempo. Iniesta, lembrando os seus tempos em que era o garoto veloz e habilidoso do meio-campo da equipe catalã, saiu fazendo fila na intermediária, deixou vários defensores para trás e tocou para Neymar. O atacante passou fácil pela marcação de David Luiz, que já tomara duas canetas de Suárez nos dois gols do uruguaio no jogo de ida, driblou o goleiro Sirigu e tocou para o gol vazio.

Pouco depois, Ibrahimovic chegou a empatar para o PSG, mas estava claramente impedido. E o gol anulado foi apenas um pequeno susto para a torcida do Barça, que era absoluto no jogo e quase voltou a marcar aos 24 minutos, em lance no qual Daniel Alves obrigou Sirigu a fazer uma defesa e depois Neymar cabeceou para o goleiro evitar o gol na sequência.

O segundo gol do Barça, porém, acabou saindo de uma trama que envolveu os dois jogadores brasileiros. Aos 33 minutos, Daniel Alves gingou para cima da marcação do seu compatriota Maxwell pela direita e cruzou para Neymar, livre entre dois defensores, cabecear no canto direito baixo do goleiro.

Naquele momento o Barça já decretava a sua classificação e o PSG sabia que apenas um milagre poderia levá-lo às semifinais. O time francês até aumentou o seu volume ofensivo na etapa final, no decorrer da qual Blanc mandou Lucas, Lavezzi e Rabiot a campo, mas eles pouco conseguiram fazer. 

Lucas até levou perigo em duas finalizações, enquanto David Luiz foi outro que desperdiçou boa chance de marcar após boa jogada do meia-atacante brasileiro. 

Do outro lado, em ritmo de amistoso de Luxo, o técnico Luis Enrique ainda sacou Suárez, Iniesta e Busquets e colocou Roberto, Xavi e Pedro em campo. Messi, no final, ainda quase fez o terceiro em finalização da meia-lua, mas o Barça não precisava de mais nada. Já com a cabeça nas semifinais, o time catalão agora apenas espera pela definição do seu próximo adversário, que será conhecido em sorteio na próxima sexta-feira.

BAYERN ATROPELA
Sem se abater com a derrota do jogo de ida, o Bayern de Munique mostrou força nesta terça-feira ao reverter a vantagem do Porto com um massacre na Allianz Arena. Lembrando a goleada da Alemanha sobre a seleção brasileira na Copa do Mundo, o time alemão aplicou 6 a 1 na apática equipe portuguesa e avançou às semifinais da Liga dos Campeões, mesmo sem contar com estrelas como Frank Ribéry e Arjen Robben, ambos machucados. 

Com a grande exibição, o Bayern apagou de vez a fraca atuação da primeira partida, na qual foi derrotado por 3 a 1, após falhas seguidas da defesa. Um dos vilões daquele jogo, o brasileiro Dante, também presente na goleada da Alemanha sobre o Brasil, foi reserva e só entrou em campo nos instantes finais da partida

Sem Ribéry, Robben e Bastian Schweinsteiger, que nem saiu do banco, o Bayern foi liderado nesta terça por Thiago Alcântara, filho do brasileiro Mazinho. Ele foi o autor do primeiro gol da partida e participou dos principais lances ofensivos dos anfitriões. Só não ofuscou o atacante Robert Lewandowski, responsável por dois gols deste grande triunfo. 

O Bayern entrou em campo nesta terça com a missão de vencer o Porto por ao menos dois gols de diferença. Mas precisou de apenas 21 minutos em campo para neutralizar o triunfo obtido pelos portugueses na ida. E de 45 minutos para massacrar e acabar com as esperanças de classificação dos rivais. 

Os alemães construíram o placar de 5 a 0 na etapa inicial com facilidade, diante de um Porto que não lembrou nem um pouco o adversário do primeiro jogo. Uma breve análise nas estatísticas comprovava o domínio contundente dos anfitriões. O Bayern registrou 63% de posse de bola e acertou 11 finalizações, contra nenhuma dos visitantes.

O "baile" teve início com três gols marcados em jogadas aéreas. Na primeira, Thiago Alcântara escorou de cabeça e abriu o placar aos 13 minutos. O segundo gol, aos 21, veio em cabeçada do zagueiro Jérôme Boateng, após cobrança de escanteio na área. E Robert Lewandowski, aos 26, completou para as redes a investida de Philipp Lahm pela direita.

A boa folga no placar já obrigava o Porto a marcar pelo menos três gols para igualar o placar do jogo de ida e levar o confronto para a prorrogação. Apesar da vantagem, o Bayern seguia pressionando no ataque. Do outro lado, o Porto não escondia o abatimento, à semelhança da seleção brasileira na fatídica eliminação na Copa do Mundo.

Não por acaso muitos dos jogadores que estavam em campo naquela semifinal também fizeram a diferença nesta terça. Como Thomas Müller, autor do quarto gol dos alemães. Aos 35, ele bateu rasteiro e sem muita força de fora da área e contou com desvio na zaga para tirar a bola do goleiro. Com a bola na rede, o Bayern anotava seu quarto gol em 20 minutos. 

E, depois de mostrar superioridade na bola aérea, o time da casa exibia força também nas trocas de passe. Assim, chegava com facilidade na área portuguesa. De pé em pé, a bola chegou a Lewandowski, que finalizou rasteiro no canto. Foi seu segundo gol na partida. Como aconteceu na semifinal da Copa, o time alemão encerrou o primeiro tempo com o convincente placar de 5 a 0.

E, lembrando novamente aquele duelo no Mundial, os alemães desaceleraram na volta para o segundo tempo. O Bayern levou perigo pela primeira vez na etapa final em lance do brasileiro Maicon, que quase marcou contra. 

Então apático em campo, o Porto passou a acertar melhor a marcação no segundo tempo e teve um lampejo de bom futebol a partir dos 25 minutos, principalmente com Jackson Martínez. O colombiano acordou o time visitante e esquentou o jogo ao descontar aos 27, em cabeçada na pequena área, após cruzamento da direita. Dois minutos depois, ele bateu com perigo da entrada da área e viu a bola passar rente à trave direita de Neuer. 

Martínez, contudo, era a exceção do Porto na Allianz Arena. Os demais paravam facilmente na defesa alemã e pouco arriscavam no ataque. Casemiro, destaque do time em jogos anteriores da Liga, teve desempenho discreto. Para piorar, o zagueiro Marcano foi expulso nos minutos finais e acabou com qualquer chance de reação do Porto, que ainda precisava de dois gols para igualar o confronto. 

Contagem que foi neutralizada pelo sexto gol do Bayern, aos 43 minutos, em perfeita cobrança de falta de Xabi Alonso. Foi a jogada que selou a goleada e a superioridade dos anfitriões em campo. Agora, o time do técnico Pep Guardiola aguarda o sorteio de sexta-feira para conhecer seu adversário na semifinal.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso