X
X

Diário da Região

18/10/2014 - 21h55min

São Paulo

Atlético-MG derrota Chapecoense e permanece no G4

São Paulo


Embalado pela heroica classificação às semifinais da Copa do Brasil, conquistada na última quarta-feira, o Atlético Mineiro ampliou a sua boa fase ao se manter no G4 do Campeonato Brasileiro neste sábado. Para isso, o time bateu a Chapecoense por 1 a 0, pela 29ª rodada, conquistando a sua quarta vitória seguida como mandante na competição e mantendo a melhor campanha do segundo turno, agora com 20 pontos somados em dez partidas.

Com isso, o Atlético-MG chegou aos 50 pontos, na quarta colocação, atrás de Cruzeiro, com 56, São Paulo, com 52, e Internacional, com 50 e vantagem nos critérios de desempate - o rival mineiro e a equipe gaúcha vão entrar em campo neste domingo. Já a Chapecoense segue com 34 pontos e em 13º lugar, mas pode perder algumas posições no complemento da 29ª rodada.

Agora, o Atlético-MG volta a entrar em campo na próxima terça-feira, às 21h50, diante do Bahia, na Fonte Nova, em partida válida pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. Já a Chapecoense jogará no dia seguinte, às 22 horas, quando vai receber o São Paulo na Arena Condá.

O JOGO - Sempre muito forte quando atua no Independência, o Atlético-MG se impôs desde o começo da partida e logo começou a criar chances de gol, principalmente após levar um susto em um contra-ataque. A primeira delas surgiu aos cinco minutos. Guilherme deu lindo passe no meio da zaga para Carlos. Livre e cara a cara com o goleiro Danilo, o atacante chutou torto, para fora.

Logo em seguida, aos sete minutos, Carlos teria nova chance para marcar. Dessa vez, após cruzamento na área, o atacante foi esperto e bateu de primeira, de chapa, mas longe da meta da Chapecoense, perdendo a sua segunda chance de gol no começo do confronto.

As chances perdidas não impactaram sobre o Atlético-MG, que seguiu com o jogo sob controle e criando chances de gol, seja em uma tentativa de letra de Diego Tardelli ou em uma cobrança de falta de Dátolo. E o primeiro gol da partida saiu aos 28 minutos. No meio, Guilherme encontrou Douglas Santos no lado esquerdo do ataque. O lateral avançou e bateu forte. O goleiro Danilo tentou fazer a defesa, mas não evitou o gol atleticano.

Com a vantagem, o time da casa enfim diminuiu o ritmo da partida. Mesmo assim, seguiu superior e teve um gol de Carlos, após lançamento de Guilherme, anulado pela arbitragem por impedimento, além de ter uma boa chance com Luan após bela trama no setor ofensivo. Já a Chapecoense tentou sair mais para o ataque, mas foi pouco efetiva, a não ser em jogadas de bola parada.

No início do segundo tempo, a Chapecoense buscou mais o ataque e até colocou o atacante Bruno Rangel em campo, mas cometia muitos erros. Assim, o primeiro lance mais perigoso foi mesmo do Atlético-MG. Aos 13 minutos, Guilherme deu um passe na medida para Diego Tardelli. Livre na área, o atacante bateu de primeira, mas para fora.

A Chapecoense, porém, deu um grande susto aos 21 minutos. Em uma jogada rápida, Leandro passou para Rodrigo Biro, que encontrou Camilo na marca do pênalti. Ele chutou forte, mas por cima da meta defendida por Victor. E em busca ao menos do empate em Belo Horizonte, a Chapecoense seguiu criando chances de gol.

Aos 27 minutos, após cobrança de falta de Camilo, Bruno Rangel e Victor fez bela defesa. No lance seguinte, Marcos Rocha errou ao cabecear a bola para trás. Aí, Camilo avançou livre e, de frente para Victor, chutou por cima da meta atleticana.

Depois desses sustos, o Atlético-MG conseguiu se livrar do sufoco e teve uma boa chance para definir a sua vitória aos 33 minutos, com uma finalização de fora da área de Guilherme, que desviou em um adversário e passou bem perto da meta adversária.

O jogo, então, esfriou, com muitos passes errados. Ainda assim, o Atlético-MG teve mais uma chance para marcar. Aos 42 minutos, Marcos Rocha, no lado direito da pequena, rolou para trás. Dátolo fez bela jogada individual e chutou para a defesa de Danilo. Assim, a partida terminou mesmo com a vitória atleticana por 1 a 0.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 1 x 0 CHAPECOENSE

ATLÉTICO-MG - Victor; Marcos Rocha, Edcarlos, Jemerson e Douglas Santos; Josué, Dátolo, Luan (Maicosuel) e Guilherme; Diego Tardelli (Pierre) e Carlos (Cesinha). Técnico: Levir Culpi.

CHAPECOENSE - Danilo; Fabiano, Douglas Grolli, Rafael Lima e Rodrigo Biro (Yuri); Bruno Silva, Dedé (Bruno Rangel), Diones e Camilo (Junior Timbó); Fabinho Alves e Leandro. Técnico: Jorginho.

GOL - Douglas Santos, aos 28 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Francisco Carlos do Nascimento (Fifa/AL).

CARTÃO AMARELO - Rodrigo Biro (Chapecoense).

RENDA - R$ 546.882,50.

PÚBLICO - 20.558 pagantes.

LOCAL - Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso