X
X

Diário da Região

06/09/2015 - 13h48min

Monza

Após investigação, FIA descarta punição e mantém vitória de Hamilton na Itália

Monza

A vitória de Lewis Hamilton no GP da Itália foi confirmada neste domingo após a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) optar por não punir o piloto inglês e a Mercedes, apesar da pressão em um dos pneus do seu carro não estar em conformidade com a determinação da Pirelli, a fornecedora de compostos na Fórmula 1. A pressão do pneu traseiro esquerdo de Hamilton estava 0,3 psi (libra força por polegada quadrada) abaixo do mínimo de 19,5 psi exigido antes do início da prova deste domingo. Mas os comissários de pista do GP da Itália optaram por não puni-lo porque a pressão estava no nível correto quando os pneus foram montados no carro. "Os comissários determinaram que a pressão dos pneus nos carros em questão estavam de início na recomendação mínima da Pirelli quando eles foram colocados no carro. Ao fazer essa determinação sobre as pressões, os comissários observaram que os cobertores de aquecimento de pneus foram desligados da sua fonte de energia, como é o procedimento normal, e os pneus estavam significativamente abaixo da temperatura máxima no momento da medição da FIA no grid, e as temperaturas eram significativamente diferentes de outros carros medidos no grid", explicou a FIA. "Os comissários decidiram não tomar nenhuma ação adicional. No entanto, os comissários recomendam que o fabricante de pneus e a FIA realizem novas reuniões para fornecer uma orientação clara para as equipes sobre os protocolos de medição", concluiu. Com a manutenção do resultado final do GP da Itália, Hamilton quase dobrou a sua vantagem na liderança do Mundial de Pilotos para o alemão Nico Rosberg, seu companheiro de equipe na Mercedes e que também estava sob investigação, cujo motor pegou fogo nas voltas finais do circuito de Monza. O inglês está com 252 pontos, enquanto o alemão soma 199. Hamilton teve uma vitória tranquila, ainda mais que o finlandês Kimi Raikkonen, segundo colocado no grid, ficou com a sua Ferrari parada na largada, caindo para a última posição. Assim, sem sustos e com uma pilotagem perfeita, o inglês venceu o GP da Itália com uma vantagem de 25 segundos para o alemão Sebastian Vettel, da Ferrari. O brasileiro Felipe Massa, da Williams, foi o terceiro colocado.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso