Diário da Região

03/07/2011 - 01h50min

Administração

América em pé de guerra

Administração

Thomaz Vita Neto Da esquerda para a direita: Osvaldo Graciani, Lafaiete de Azevedo, Alcides Zanirato e José Augusto Vellani se reuniram mês passado para discutir os gastos da Direct Rio, gestora do Rubro, no estádio Teixeirão
Da esquerda para a direita: Osvaldo Graciani, Lafaiete de Azevedo, Alcides Zanirato e José Augusto Vellani se reuniram mês passado para discutir os gastos da Direct Rio, gestora do Rubro, no estádio Teixeirão

A empresa Direct Rio, que desde agosto de 2010 é responsável pela administração do América, ignorou o direito da Associação dos Proprietários de Camarotes e Cadeiras Cativas do Teixeirão (Apcct) e se auto-denominou responsável pelo setor das cativas e camarotes.


Depois de não ter seu pedido de socorro atendido pela Apcct, a gestora, que afirma ter um saldo devedor de R$ 70 mil pelas melhorias feitas no setor de camarotes e imprensa para receber do duelo Palmeiras e Botafogo pelo Brasileirão, publicou uma nota em seu site oficial, se declarando, a partir da última sexta-feira, responsável pela administração e pelo controle financeiro de todos os contratos de cadeiras cativas e camarotes.


Como primeira medida, a Direct Rio fez publicações na mídia anunciando o mês de julho como prazo para que todos façam seu recadastramento, sob o risco de perderem o bem, caso não se interessem mais pelos mesmos. “Tivemos três ou quatro reuniões e muita gente da Apcct disse que não tinham de dar nenhum centavo para nós”, disse o advogado da gestora, Ricardo Antoniazzi.


“Nos sentimos amarrados. A associação representa apenas aqueles que pagam para ela, que nem eles mesmos sabem quantos são, e não os 4.747 donos de cativas e os 180 donos de camarotes. Com esse recadastramento, nós, como gestores, vamos saber quem são essas pessoas, vamos acomodá-las primeiro e depois cobrar a manutenção”, emendou. A Apcct, que possui autorização do Conselho Deliberativo para administrar o setor desde 2006, não cederá à gestora.


Além disso reclama que as melhorias no estádio foram feitas sem prévia consulta a entidade e que a gestora simplesmente chegou agora com a conta e quer que ela pague. “Nossa associação é formada por pessoas responsáveis que administram bem o dinheiro. Já participamos com melhorias em banheiros, extintores e outras necessidades do clube. Dar dinheiro a eles para pagarem outras contas, eu não posso”, disse o presidente da Apcct, Osvaldo Graciani.


Fundada em 2006, a Apcct desde então faz o trabalho de recadastramento dos proprietários de cativas e camarotes e possui, hoje, cerca de R$ 150 mil em caixa. “É bom lembrar, que não se trata de uma taxa de manutenção, é uma contribuição voluntária das pessoas, que um dia compraram cativas e camarotes do América e nunca receberam. Nossa meta é, com o dinheiro, melhorar o espaço que é de direito dessas pessoas”, emendou o tesoureiro da Apcct, Everaldo Souza Vieira, lembrando que a entidade possui cerca de 400 sócios que pagam cativas e 45 que pagam camarotes.


A Apcct reconhece que algumas melhorias foram feitas no setor pela gestora e até estava disposta a repassar o valor de R$ 68.228,00 à empresa. Porém, com a atitude arbitrária da Direct Rio, a associação voltou atrás. “Meteram os pés pelas mãos. Fizeram essa publicação e na próxima semana vamos publicar a ata que nos concede a administração do setor e mostrar que já estamos fazendo esse recadastramento”, afirmou o tesoureiro.


Graciani afirma que tudo se trata de uma questão de diálogo e bom senso, mas não deixa de alfinetar a gestora, que protagonizou vários capítulos vexatórios a imagem do clube. “O que o América precisa é de um bom time e a gestora tinha de estar preocupada com isso. Só assim o público vai se interessar em voltar ao estádio. Ultimamente só coisas ruins acontecem no América. É corte de energia, dívida trabalhistas. Não é o dinheiro da cativa e camarote que vai mudar essa realidade e sim a administração. Já que assumiram o América tinham de ter caixa para isso, se não têm, que passem para outro”, disse Graciani.


Direct inflaciona taxa das cativas


O valor afixado pela empresa Direct Rio como taxa de manutenção para os proprietários de cadeiras cativas é diferente dos cobrado hoje pela Associação dos Proprietários de Camarotes e Cadeiras Cativas do Teixeirão (Apcct). Em seu site, a gestora coloca três opções para pagamento de cativas, sendo R$ 20 mensais, R$ 108 para quem paga por semestre, ou então R$ 192 por ano.


A Apcct cobra R$ 120 por ano. No caso dos camarotes, o site não disponibiliza valores. A associação cobra uma taxa anual de R$ 350. A gestora também propõe uma nova categoria, a de associado contribuinte que pague R$ 33 mensais e mais R$ 10 por cada dependente. O americano que aceitar pagar por semestre ou por ano, terá desconto de 10% e 20%, respectivamente. O dependente custará R$ 54 mensais ou R$ 108 anuais.


Como vantagem por ser um contribuinte, de cadeira ou associado, a Direct Rio oferece meia-entrada em dia de jogos, uma camisa “exclusiva” anualmente, depois de pagar as quatro primeiras mensalidades, além de um título de capitalização É Gol do América, quitado, a cada mensalidade paga em dia.


Quer ler o jornal na íntegra? Acesse aqui o Diário da Região Digital

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso